Ligue grátis:
☎ +49 89 244473 702 (International)
Autohuur Bulgarije Car rental Bulgaria Mietwagen Bulgarien Autohuur Bulgarije Biluthyrning Bulgarien Location de voitures Bulgarie Alquiler de coches Bulgaria Autonoleggio Bulgaria Billeje Bulgarien Bilutleie Bulgaria Autovuokraamo Bulgaria Aluguer de carros Bulgária Wypożyczalnia samochodów Bułgaria Autovermietung Bulgarien Mietauto Bulgarien
Aluguer de Carros Bulgária

Aluguer de Carros Bulgária

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Bulgária é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Bulgária, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
 
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Bulgária: Cidades

EasyTerra Aluguer de Carros Bulgária compara as tarifas de aluguer de carros nas seguintes cidades:

Informação de lugar para Bulgária

Aluguer de automóveis Bulgária
Aluguer de automóveis Bulgária

Introdução

A Bulgária está localizada no sudeste da Europa, no Mar Negro. O pais faz parte da região Balcânica. Mais ainda, a península Balcânica deve seu nome a uma cadeia de montanhas da Bulgária. A capital do pais é Sófia, que tem mais de um milhão de habitantes, o que significa que é a maior cidade do pais. A Bulgária tem uma população de 7,3 milhões de pessoas.

Os visitantes da Bulgária podem testemunhar sua história em pitorescas cidades como Veliko Tarnovo e Plovdiv. Belos mosteiros e igrejas foram preservados e esperam novos visitantes nos lindos lugares que os envolvem. Nesse país do leste europeu, há deliciosos vinhos armazenados para aqueles que os apreciam. No Verão, as praias do Mar Negro recebem com prazer os visitantes que procuram por cordialidade e relaxamento. No Inverno, os turistas amantes do desporto podem aproveitar as pistas das montanhas cobertas de neve. 

A Bulgária é um país que se esforça por acompanhar o ritmo da Europa Ocidental. É ainda um país que pode ser explorado antes que o resto da Europa repare em sua esplêndida natureza e sua valiosa história.

História

Aproximadamente seis mil anos a.C., os Trácios habitaram a região que agora é chamada Bulgária. Eles viveram nesse lugar por muitos séculos, mas foram conquistados pelos macedónios no ano 345 a.C. Essa dominação estrangeira permaneceu por cinquenta anos.  Por causa disso, os Romanos entraram na região no ano 72 a.C. Eles demoraram cem anos para submeter aos Trácios. Godos, Bárbaros e Hunos também fizeram o melhor para ficar com região nos séculos posteriores. No século V  d.C., os Eslavos chegaram na Bulgária. Duzentos anos depois, os Bolgarians, também conhecidos como os Proto Bulgarians, apropriaram-se da região. Eles entraram na região pela Ásia Central e se misturaram com os Eslavos. Sob a direcção de Khan Asparuch, o primeiro Império Búlgaro foi fundado por esse povo no século VII d.C.

Durante o ano 865, Tsar Boris I tentou manter a coesão de seu império e unir as pessoas adoptando o cristianismo. A partir desse momento, o império Búlgaro passou a ser cristão. Foram fundados igrejas e mosteiros.

Ao redor do ano 1000, os Bizantinos tomaram o poder. Porém, em 1185, os Bizantinos foram expulsos do país e o segundo Império Búlgaro foi fundado. O império sobreviveu até o século XIV. Então, em trinta anos, os otomanos conquistaram toda a região Balcânica. Muitas igrejas e mosteiros foram fechados.

A nacionalidade búlgara não foi perdida sob as regras dos otomanos. Um importante renascimento nacionalista aconteceu em 1672. O monge búlgaro Paisii Hilendarski escreveu um livro e viajou pela Bulgária para contar sua história sobre o povo Búlgaro Eslavo a pessoas analfabetas. Desta forma, a paixão perdida de "ser búlgaro" renasceu entre as pessoas.

Outra pessoa muito glorificada foi Vasil Levski. Esse revolucionário do século XIX viajou à Roménia, a Belgrado e a muitos outros lugares para estabelecer núcleos revolucionários contra os opressores otomanos. Em 1873, ele foi detido e enforcado em Sofia. Por isso é que ele não viveu para ver o dia que a Bulgária recuperou o governo próprio dentro do império otomano. Trinta anos depois, em 1908, a Bulgária tornou-se um reino independente.

Durante a Primeira Guerra Balcânica, teve-se que lidar com a influência otomana. Esta curta guerra foi muito cruel. Consequentemente, os otomanos perderam quase todo o seu território europeu. A Segunda Guerra Balcânica foi imediatamente após a primeira. A Bulgária foi forçada a devolver as regiões dos países derrotados que havia conquistado anteriormente. Durante o Verão de 1913, terminou a Segunda Guerra Balcânica.

Em 1914, a Primeira Guerra Mundial começou. A princípio, essa guerra foi entendida como a Terceira Guerra Balcânica. Quando ficou claro que havia mais que isso, ela recebeu o nome actual.

Depois da Segunda Guerra Mundial, a Bulgária fico sob o regime comunista da Republica Soviética. A Bulgária foi o país mais próspero do bloco oriental. Em 1989, o país deixou para atrás a era comunista e tornou-se um estado democrático.

Sociedade e cultura

O país tem mais de sete milhões de habitantes. O número de búlgaros está diminuindo consideravelmente. Três quartos dos búlgaros moram nas cidades. A grande maioria da pessoas é de etnia búlgara. Além deles, uma minoria considerável de turcos vive na Bulgária. Também existem pequenos grupos de roma (ciganos), russos, arménios e macedónios.

Oficialmente, a Bulgária tornou-se em um país ateu durante o período comunista. Hoje, quase 90% dos Búlgaros são ortodoxos. Ao redor de 250.000 Pomaks moram nas montanhas Rhodope. O número exacto de pessoas Pomak é desconhecido. Originalmente, os Pomaks foram Búlgaros que se converteram ao islamismo no século XVI. Ao todo, ao redor de 13% dos habitantes da Bulgária são muçulmanos. Basicamente, esses crentes são muçulmanos sunitas, mas através do tempo o islamismo sofreu tantas influências do cristianismo que a religião é agora indicada como Islamismo Balcânico. Nos anos noventa do século passado muitos Pomaks voltaram para o cristianismo.

As pessoas da Bulgária falam Búlgaro, que é uma língua Eslava escrita em cirílico. As minorias Turcas e Romenas utilizam predominantemente suas próprias línguas. Algumas vezes as pessoas idosas falam Russo, já que essa é sua segunda língua. Alguns Búlgaros conhecem um pouco de Francês ou Alemão. No sector de turismo é bastante comum conhecer um pouco de Inglês.

Situação política

Desde 1990, a Bulgária tem uma democracia representativa. O primeiro-ministro é o chefe do parlamento, formado por um conselho único. As eleições para esse conselho nacional (Norodno Sobranie), que consiste de 240 membros, são feitas a cada quatro anos. As próximas eleições estão planeadas para o Verão de 2009.A cada cinco anos, há eleições presidenciais na Bulgária. O presidente é eleito directamente. Em 2006, Georgi Parvanov começou com o seu segundo período no cargo. Ele é o primeiro presidente eleito democraticamente na Bulgária. O presidente e o conselho nacional governam 28 províncias, subdivididas em municipalidades.

Desde 1955, a Bulgária é um membro das Nações Unidas. Em 2004, o país se uniu à NATO. Em Janeiro de 2007, a Bulgária também se tornou parte da União Europeia.

Economia

A Bulgária é o país mais pobre da União Europeia. Depois da queda do comunismo, a economia búlgara entre em colapso. Apesar disso, a economia vem melhorando nos últimos anos. Depois da Segunda Guerra Mundial, a Bulgária se industrializou sob a influência do regime comunista. Os sectores industriais mais importantes da Bulgária são, principalmente, a fabricação de maquinaria, os trabalhos em metal e o processamento de comida. Inicialmente, o sector agrícola foi muito importante. Um quinto da população trabalha na agricultura. Grãos, colza e tabaco são algumas das colheitas cultivadas no campo. Também há vinhedos em todo o país. A produção de vinhos e de conhaque tradicional é importante para a economia Búlgara. A Bulgária privatizou a economia depois do colapso do comunismo. Mas até hoje, os principais parceiros de comercio da Bulgária são os antigos estados soviéticos.

A moeda utilizada na Bulgária ainda é o Lev. A intenção é introduzir o Euro em 2011.

Geografia e clima

Entre a Europa e a Ásia, situa-se a Bulgária com os seus 111 mil quilómetros quadrados. A Bulgária é o coração da Península Balcânica. Ao leste, o Mar Negro delimita ao país. Ao sul encontram-se a Grécia e a Turquia, a passagem para a Ásia. A Sérvia e Macedónia demarcam o país ao oeste. Finalmente, o Danúbio corre como uma fronteira natural no norte da Bulgária. Do outro lado do rio, encontra-se a Roménia. De leste ao oeste se expande a cadeia de montanhas Balcânicas. Os Búlgaros chamam a estas montanhas de forma diferente. Eles a chamam de Stara Planina, que significa "montanha antiga". Uma outra cadeia de montanhas da Bulgária são os Rhodopes. A parte principal de essas montanhas fica na Bulgária, e o resto fica na Grécia. O ponto mais alto é o Goljam Perelik. Ele tem 2.191 metros de altura. Entre as montanhas, há penhascos com cavernas e fontes naturais. Lagos de montanhas e reservatórios podem aparecer nas curvas dos penhascos. No oeste estão as montanhas mais altas do país, chamadas de montanhas Rila. Esse Parque Nacional está localizado a 100 quilómetros ao sul de Sofia. Oferece protecção a varias espécies de flora e fauna e também trata com carinho o Mosteiro Rila. Este mosteiro ortodoxo data do ano 946 e forma parte da lista de patrimónios mundiais da UNESCO. Para os búlgaros, ele simboliza a vitória sobre os turcos.

A costa búlgara tem belos lugares para tomar banhos de sol e de mar no Verão. O porto mais importante é Varna. Entre as montanhas Balcânicas e o rio Danúbio repousa um fértil planalto. Além do Danúbio, o Maritsa e o Strimon são importantes rios que correm pela Bulgária.

A Bulgária tem o clima continental da Europa Central. Isso significa que o Verão é quente e o Inverno é frio. Julho e Agosto são os meses mais quentes do ano. No Inverno neva, especialmente nas montanhas. O período mais húmido é de Abril até Junho. O Mar Negro tem a sua própria influencia no leste da Bulgária; onde as temperaturas são mais moderadas. Por causa das montanhas Rhodope, o clima moderado do Mediterrâneo não tem influência.

Trânsito e infra-estrutura

A Bulgária é considerada a artéria entre a Ásia, a Europa e o Oriente Médio. Porém, as condições das estradas são muito pobres. Dentro da área urbana o limite de velocidade é de 50 Km/h. Fora dessa área, o limite de velocidade é de 90 km/h. Nas auto-estradas pode-se conduzir a 120 Km/h. Os motociclistas podem conduzir a 50, 80 e 100 Km/h, respectivamente. Muitas auto-estradas estão em construção. Como existem portagens nas estradas da Bulgária, o melhor é comprar um emblema azul ou verde. Os nomes dos lugares e as placas são todos os escritos em cirílico.

Os comboios são muito pontuais, mas não muito confortáveis. Existem três tipos de comboios: ekspresen (expresso), barz (rápido) e patnicheski (lento). Há também primeira e segunda classe.

Existem linhas de autocarros entre todas as grandes cidades. As vilas também estão conectadas entre si e com as cidades por meio de autocarros. Além da companhia de autocarros do governo, existem também companhias privadas. Têm autocarros mais confortáveis. Além disso, os assentos podem ser reservados com antecipação. Os mini autocarros, que são ainda mais rápidos, viajam distâncias curtas e podem ser recomendados. Nas grandes cidades há autocarros, trolley-carros e eléctricos.

Não há muito tráfego marítimo da Bulgária para os países vizinhos. Durante o Verão, os barcos de luxo saem de Varna a Instanbul, na Turquia; a Odessa, Sevastopol e Yalta, na Ucrânia; e Sochi, na Rússia.

Existem cinco aeroportos internacionais na Bulgária. Eles estão localizados perto das cidades de Sófia, Varna, Burgas, Plovdiv e Gorna Oryahovitsa. Também é possível voar do Aeroporto de Sófia ao Aeroporto de Varna e voltar, ou entre Sófia e o Aeroporto de Burgas.

Comida e bebida

Nas tavernas tradicionais, chamadas de mehana, entra-se em uma atmosfera autêntica, frequentemente acompanhada de empregados de mesa com roupas tradicionais. As entradas recomendadas são, por exemplo, topcheta supa, uma sopa cremosa com bolas de carne; tarator, uma salada fria feita com pepino, iogurte e nozes; ou shopska, uma salada de pepino, tomate, queijo e cebola. Os pratos principais populares são o kebabche, o kufte, e a musaka. Os dois primeiros pratos são muito similares. Ambos são feitos com carne moída picante grelhada. Se diferenciam principalmente pela forma. Musaka é um prato tradicional que consiste de batatas recheadas e carne moída. Por fim, a cozinha búlgara tem outros dois pratos que valem a pena: Kavarma, que é feito de carne e vegetais guisados em cerâmica, e o Plakiya, que é um prato feito de peixe e arroz.

Para vinhos de qualidade para acompanhar a comida, a Bulgária é o lugar certo. Há cinco regiões de vinho no país. Os produtores fazem tanto vinho tinto quanto vinho branco. Os vinhos tintos mais deliciosos são os do sul. Além das regiões de montanhas, existem vinhedos em todas as partes da Bulgária. Também vale a pena provar a cerveja búlgara. Há várias cervejas nacionais. As fábricas de cerveja provinciais produzem excelentes cervejas que frequentemente são até melhores que as nacionais.

Fuso horário

A hora búlgara é igual a GMT/UTC+ 2. No Verão, é adicionada mais uma hora.

Alojamentos

Os hotéis na Bulgária têm um sistema de classificação de até cinco estrelas. No Mar Negro, muitos hotéis ficam fechados durante o Inverno. Nas estações de esqui acontece o oposto: os hotéis abrem as portas no Inverno.

Não é fácil encontrar albergues na Bulgária. Eles existem, mas não há uma organização coordenada que os represente ou que facilite o acesso. Além disso, eles são orientados para os próprios búlgaros. Os turistas são, de certa forma, forçados a aprender Búlgaro ou a encontrar abrigo em outro lugar.

Não existem muitos lugares de acampamentos na Bulgária. Além disso, há pouco conforto e luxo nesses lugares, que nem sempre estão localizados em lugares bonitos. Entre Novembro e Abril, a maior parte deles fica fechada. No Mar Negro, alguns deles estão abertos de Junho até Setembro.

As cabanas de montanha estão abertas durante o Verão. As que ficam perto das estações de esqui também ficam abertas durante o Inverno. Não há necessidade de reservar um lugar.

Alguns particulares também oferecem quartos. A maioria dos quartos é limpa e confortável. Os banheiros são compartilhados.

Fontes externas

Para obter mais informações sobre a Bulgária, recomendamos as seguintes fontes, além do Google: