Ligue grátis:
882 880100
Autohuur IJsland Car rental Iceland Mietwagen Island Autohuur IJsland Biluthyrning Island Location de voitures Islande Alquiler de coches Islandia Autonoleggio Islanda Billeje Island Bilutleie Island Autovuokraamo Islanti Aluguer de carros Islândia Wypożyczalnia samochodów Islandia Autovermietung Island Mietauto Island
Aluguer de Carros Islândia

Aluguer de Carros Islândia

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Islândia é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Islândia, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Islândia: Cidades

EasyTerra Aluguer de Carros Islândia compara as tarifas de aluguer de carros nas seguintes cidades:

Informação de lugar para Islândia

Aluguer de automóveis Islândia
Aluguer de automóveis Islândia

Introdução

A Islândia é conhecida pelas suas belíssimas paisagens. Os glaciares, a neve, os vulcões e os géisers tornam este país pitoresco. A paisagem é agreste, virgem e imensa. Especialmente para os amantes da natureza, este país merece bem uma visita. A Islândia possui também muitas espécies de peixes e aves. A capital Reiquejavique oferece uma ampla gama de restaurantes, lojas e museus. Os amantes de desporto podem fazer cavalgadas, pesca, caminhadas a pé ou em bicicleta. No inverno pode-se andar de moto de neve e no verão organizam-se excursões nos glaciares.

História

Há milhões de anos, como consequência de erupções vulcânicas, nasceu uma ilha no oceano Atlântico. Esta ilha é hoje conhecida como Islândia. Não se sabe ao certo quem a descobriu e quem foram os seus primeiros habitantes. Pensa-se que os monges irlandeses que se estabeleceram aí no século VIII foram os primeiros habitantes.

Em seguida vieram os vikings que estabeleceram vários postos ao longo da costa. Os vikings formaram um parlamento para promulgar ou melhorar leis. Este foi chamado "Althing" e hoje este parlamento é considerado o mais antigo do mundo.

Em 1262, a Islândia perdeu a sua independência e ficou sob o poder da Noruega. Um século mais tarde, a Noruega e a Dinamarca unificaram os seus reinos sob uma única monarquia e a Islândia ficou sob o governo dinamarquês. Transcorreu muito tempo até conseguir finalmente a sua independência de novo e, durante este período, os islandeses foram forçados a adoptar a fé luterana. A Islândia foi também obrigada a negociar em exclusivo com a Dinamarca.

Foi só em 1918 que a Islândia se tornou um país independente. Contudo, o país manteve-se ligado à Dinamarca com o mesmo rei. Em 1944, foi proclamada a República da Islândia. Por esta altura a Dinamarca foi ocupada pela Alemanha. Dois anos mais tarde, a Islândia aderiu às Nações Unidas.

A Islândia tornou-se membro da EFTA (European Free Trade Association): Associação Europeia de Comércio Livre. Em 1993 foi concluído um acordo entre os países da EFTA e a CE. Foi então concedido à Islândia acesso livre ao mercado de peixe.

Sociedade e cultura

A Islândia é o país menos densamente povoado da Europa. Menos de 300.000 pessoas vivem ali e apenas 20% do país é habitável (nas costas ocidental e meridional). Mais de metade do total dos habitantes vive na capital, Reiquejavique, e arredores. As três outras grandes cidades da Islândia, nomeadamente Kópavogur, Hafnarfjördur e Akureyri, têm muito menos habitantes. A maioria dos residentes da Islândia descende dos vikings. Outros habitantes descendem de escoceses e irlandeses que emigraram para a Islândia. A grande maioria dos estrangeiros vem da Dinamarca.

A Igreja Evangélica Luterana é a igreja oficial do país. Um islandês torna-se membro da igreja à nascença. Cerca de 85% da população é luterana evangélica. A restante população é católica ou protestante e 3,6% da população frequenta a Igreja Luterana Livre de Reiquejavique e Hafnarfjörður.

A língua nacional é o islandês. Esta língua é ainda semelhante à língua original dos vikings e contém letras que não existem em nenhum outro lugar da Europa. No entanto, os sons são um pouco diferentes. Muitos islandeses falam inglês ou dinamarquês.

Aspectos importantes da cultura islandesa são os mitos e as lendas que passam de geração em geração. Estas histórias tratam frequentemente de trolls, duendes, fantasmas, rainhas viking e deuses alemães. A literatura medieval islandesa contribuiu para a cultura mundial.

Situação política

Em 1944 foi proclamada a República da Islândia. A Islândia é uma democracia parlamentar liderada por um presidente. Este, conjuntamente com o parlamento (Althing),  tem poder legislativo. O parlamento é constituído por 63 membros que podem ser eleitos por um máximo de quatro anos. Todos os habitantes a partir dos 18 anos podem votar durante as eleições.

O governo da Islândia tem o poder executivo. O poder judicial está nas mãos dos tribunais do Conselho Supremo. O presidente nomeia os ministros. Ólafur Ragnar Grímsson é presidente da Islândia desde 1996. Até o momento, houve um total de cinco presidentes. O presidente é eleito por um período de quatro anos, mas pode ser reeleito indefinidamente.

Economia

A pesca é a principal indústria da Islândia. Mais de 70% de todos os produtos exportados provêm da indústria da pesca. A desvantagem é que a economia nem sempre é estável. O preço do peixe flutua e, por isso, a receita também varia. Graças ao alargamento da área de pesca, a economia tem crescido consistentemente. As principais espécies de peixe são o bacalhau e o arenque. O bacalhau é congelado, secado ou salgado e depois exportado. O arenque é principalmente usado para óleo de peixe.

O solo na Islândia não é maioritariamente apropriado para a agricultura. No entanto, são cultivados em pequenas áreas batatas, beterraba e repolho. Também existem bastantes ganadarias que fornecem leite e produtos de carne. A energia fornece electricidade e água quente às casas. Graças às inúmeras áreas vulcânicas na Islândia, mais de metade da energia é geotérmica, usando as diferenças de calor entre a superfície da terra e os reservatórios geotérmicos de profundidade.

Os principais produtos de importação da Islândia são maquinaria, equipamento, petróleo, álcool e tabaco. Existe muito comércio particularmente com a Grã Bretanha, Alemanha, Japão, Dinamarca, Suécia e Noruega.

O nível de vida na Islândia é alto. A moeda é a króna (ISK). Cem krónas islandesas equivalem a cerca de €1.13.

Geografia e clima

A Islândia é uma ilha no oceano Atlântico. Está situada entre a Gronelândia e a Noruega. É o país mais ocidental da Europa e a capital Reiquejavique é, por sua vez, a capital mais setentrional do mundo. A área total do país é aproximadamente 103.000 km². Apenas um quarto tem vegetação, o resto do país é formado por deserto de areia e pedras, glaciares e solo vulcânico.

A Islândia caracteriza-se pelos muitos tremores de terra, erupções vulcânicas, glaciares e quedas de água. A Glymur (190 metros) é a maior catarata do mundo. O glaciar mais famoso é o Vatnajökull, no sul do país. Este glaciar é o segundo maior da Europa. O Vatnajökull é maior do que todos os glaciares dos Alpes e da Noruega juntos! A Islândia é igualmente conhecida pelos seus géisers. A palavra "géiser" deriva de um géiser islandês chamado Geysir. O Hecla é o famoso vulcão com mais de 7.000 anos de idade.

O que surpreende na Islândia é a ausência de florestas. Para prevenir a erosão do solo, os habitantes ocupam-se neste momento com a plantação de árvores. Devido à localização setentrional e ao terreno escarpado, não existem muitas espécies animais diferentes. Os animais que mais frequentemente se encontram são peixes, aves, raposas árcticas, póneis e ovelhas. Não vai encontrar insectos que picam, tais como vespas e abelhas. Esta é obviamente mais uma vantagem.

A Islândia tem um clima instável devido à influência da corrente quente do Golfo. Os verões são curtos e frescos e os invernos são temperados. Julho é o mês mais quente com temperaturas rondando os dez graus Célsius (costa). Janeiro é o mês mais frio. As temperaturas ficam abaixo de zero. No interior pode ser gélido. No invernos os dias são curtos ao passo que no verão raramente ou nunca escurece. Nuvens, nevoeiro e precipitação surgem ao longo do ano. A melhor época para visitar o país é de fins de Maio a princípios de Agosto.

Trânsito e infra-estrutura

A melhor forma de explorar a Islândia é de carro alugado. O transporte público está limitado a autocarros e ferries. Não existem comboios na Islândia. Os autocarros e ferries nem sempre funcionam bem. Na temporada alta, o transporte público é um pouco mais caro. Com um carro de aluguer tem a oportunidade de ver muito do país e seguir o seu próprio percurso. Existem regras estritas no que respeita o consumo de álcool.

Se quer viajar grandes distâncias, também pode reservar um voo doméstico. Esta é uma alternativa relativamente barata. Pode conjugá-la com um carro alugado. Se deseja conduzir fora da periferia, vai necessitar de um veículo com tracção às quatro rodas.

Muitas companhias aéreas voam para a Islândia. O país tem dois aeroportos. Em Reiquejavique há um aeroporto para voos domésticos, Gronelândia e Ilhas Faroe. O aeroporto internacional, Keflavik, está situado na península Reykjanes. A península não fica longe de Reiquejavique.

O barco é também um importante meio de transporte na Islândia. A maioria das cidades fica na costa e têm portos livres de gelo. Reiquejavique tem dois portos: o Sæbraut e o Sundahöfn. O primeiro é usado principalmente por navios de cruzeiro e de passageiros, e o Sundahöfn é usado para transporte de carga. 

Comida e bebida

A Islândia tem muitos pratos que não se encontram noutros lugares no mundo. Contudo, a cozinha é influenciada pela culinária dinamarquesa. Os pratos islandeses são especialmente conhecidos pelo uso de peixe. Uma especialidade islandesa é o hakarl. Nada menos do que carne de tubarão podre! A carne esteve um par de meses debaixo da terra para se decompôr e, por isso, deixa de ser mortal. O hakarl tem um forte cheiro a amoníaco, mas apesar de tudo é muito popular na Islândia.

Outra especialidade (que muita gente aprecia) é o svid. Trata-se de cabeça de ovelha cozida ainda com olhos. Em particular os olhos e a língua parecem ser deliciosos... O hardfishkur, um bacalhau, é comido como um snack com um pouco de manteiga. Também se come pudim de sangue e de fígado, uma mistura de sangue de ovelha ou fígado de ovelha com farinha, gordura e especiarias. Estas estranhas especialidades não se encontram em todos os restaurantes e são comidos principalmente em ocasiões especiais.

Brennivín é o licor tradicional islandês. É feito de batatas e tem um sabor muito amargo. Esta bebida tem o nome de "Morte Negra". Também se bebe muito café na Islândia. Não é difícil encontrar uma simpática esplanada para tomar um café. O álcool é muito caro e só é permitido desde há 20 anos. Comer fora não é barato. Não é habitual deixar gorjeta, mas frequentemente já se encontra incluída na conta.

Alojamento

A Islândia é um verdadeiro país de campismo. O campismo é muito popular durante os meses de verão. Em muitos lugares pode-se mesmo acampar grátis. Os parques são simples e baratos. Especialmente nos parques nacionais há instalações disponíveis para campismo. É fácil levar um fogão portátil. Os parques de campismo estão abertos de meados de Junho a meados de Setembro. Encontram-se muitos hotéis em vários lugares da Islândia. Especialmente em Reiquejavique e arredores vai encontrar alojamento ao seu gosto. Também pode alugar casas de férias em todo o país e em qualquer altura do ano. Os apartamentos encontram-se principalmente junto do mar ou de um lago nas montanhas. Também se pode reservar alojamento em quintas. Para quem quer gastar menos, existe finalmente a possibilidade de alojar-se num albergue de juventude.

Zona horária

A Islândia está na zona horária GMT + 0. O país não faz diferença horária no inverno e no verão.

Fontes externas

Para mais informações sobre a Islândia, recomendamos Google e as seguintes fontes: