Ligue grátis:
882 880100
Autohuur Duitsland Car rental Germany Mietwagen Deutschland Autohuur Duitsland Biluthyrning Tyskland Location de voitures Allemagne Alquiler de coches Alemania Autonoleggio Germania Billeje Tyskland Bilutleie Tyskland Autovuokraamo Saksa Aluguer de carros Alemanha Wypożyczalnia samochodów Niemcy Autovermietung Deutschland Mietauto Deutschland
Aluguer de Carros Alemanha

Aluguer de Carros Alemanha

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Alemanha é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Alemanha, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Alemanha: Cidades

EasyTerra Aluguer de Carros Alemanha compara as tarifas de aluguer de carros nas seguintes cidades:

Informação de lugar para Alemanha

Aluguer de automóveis Alemanha
Aluguer de automóveis Alemanha

Introdução 

A Alemanha oferece aos turistas muitas possibilidades. A paisagem é diversificada e convida a longas e belas caminhadas. Você pode visitar pequenas vilas tradicionais, antigos mosteiros e castelos, ou dar um passeio pelo rio. Há muitas oportunidades para fazer actividades físicas: o automobilismo é característico do país, no sul há montanhas para escalar e em todos os lugares há quadras de ténis e clubes de futebol. Além disso, a Alemanha tem cidades vibrantes com diversão e hip bars, e muitas ruas comerciais.

História

No começo do calendário cristão, a actual Alemanha era habitada pelas tribos germânicas. Os germânicos conseguiram derrotar os romanos, que haviam ocupado grande parte do país. Depois da queda do Império Romano, os francos dominaram a Europa. A Alemanha foi incorporada ao Império Franco. Carlos Magno, o imperador franco, morreu e cada um de seus filhos recebeu uma parte do império (em 843). A Ludwig foi dado o leste do império. Somente no século XV é que a região recebeu o nome de Alemanha.

O século XVI foi a era da reforma. Sob a liderança de Martinho Lutero, a Igreja Reformada foi fundada. Martinho Lutero se opunha à autoridade papal e buscava várias reformas sociais. Houve uma cisão entre a Igreja Católica e a Igreja Protestante. A disputa por fim levou à Guerra dos 30 anos. Embora a princípio tenha sido uma guerra religiosa, ela acabou se tornando um conflito europeu entre a Alemanha, a França, a Suécia e a Espanha. Em 1648, foi assinado o Tratado de Vestfália. Na Alemanha, além do catolicismo, o luteranismo e o Calvinismo também passam a ser reconhecidos oficialmente. Desse momento em diante, o imperador perdeu autoridade, e os soberanos regionais conquistaram direitos praticamente iguais.

Em 1789, houve uma revolução na França. A monarquia foi substituída pela república. Napoleão Bonaparte tomou o poder na França e conseguiu conquistar grande parte da Europa. A Alemanha também foi ocupada pelos franceses. Excepto a Áustria e a Prússia, em 1810 todos os estados alemães faziam parte da Confederação do Reno (sob o poder de Napoleão). Depois que Napoleão foi derrotado, a Prússia e os demais estados alemães formaram a Federação Alemã. Em 1870, estourou a Guerra Franco-Prussiana. A Alemanha ganhou e fundou o Império Germânico, liderado pela Prússia.

As tensões internacionais levaram ao início da Primeira Guerra Mundial em 1914. Em 1918, a Alemanha foi derrotada pelos aliados. O país foi duramente debilitado, e havia mal-estar social e crise económica. O caos em todo o país deu oportunidade aos grupos radicais de se manifestarem. Em 1932, o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (NSDAP) de Adolf Hitler se tornou o maior partido político do país. Um ano depois, Hitler se tornou Chanceler, e baniu todos os demais partidos políticos.

Hitler queria expandir o Império Alemão, e em 1939 isso levou à Segunda Guerra Mundial. Em 1941, a Grã-Bretanha, os Estados Unidos e a União Soviética estavam juntos contra a Alemanha. Em 1945, a guerra terminou. A Alemanha perdeu e Hitler se suicidou. Os aliados dividiram a Alemanha em dois estados: ao oeste, a República Federal da Alemanha (BRD), e ao leste, a República Democrática da Alemanha (DDR). A República Federal se tornou uma democracia ocidental, enquanto a DDR se tornou um estado comunista ao estilo soviético. O estado ocidental se tornou mais afluente que sua contraparte comunista, e muitas pessoas fugiram de Berlim Oriental a Berlim Ocidental. Para impedir isso, foi erguido o muro de Berlim, que separava os dois estados (1948).

Depois da Guerra fria, o muro de Berlim foi derrubado. Apesar do fato de a Alemanha ser novamente um só estado, havia grandes diferenças económicas entre o leste e o oeste. Actualmente, essas diferenças ainda são notáveis; a antiga DDR ainda está atrás em termos económicos e sociais que a BRD. Em 1955, a BRD se tornou membro da NATO. Depois da reunificação dos dois estados, a Alemanha continuou a ser membro da NATO, apesar da suspeita de outros membros da NATO. A Alemanha também se passou a fazer parte da UE e, em 2002, adoptou o euro como moeda.

Sociedade e cultura

A Alemanha tem uma população de aproximadamente 82,5 milhões de habitantes. A densidade populacional é muito alta. A Alemanha tem a quarta maior densidade populacional da Europa (depois da Bélgica, da Holanda e  o Reino Unido. Uma grande parte da população (quase 90%) mora em áreas urbanas. A região do Ruhr é especialmente populosa (cerca de 11 milhões de pessoas). As cidades de Berlim, Hamburgo e Munique são populares.

Cerca de 7,5 milhões de estrangeiros vivem na Alemanha. Nas décadas de 1960 e 1970, muitas pessoas foram à Alemanha para trabalhar. Além disso, há muitos refugiados. A maior parte dos estrangeiros é de turcos (30%). Também há jugoslavos, italianos, russos, gregos, poloneses, dinamarqueses e croatas.

A Alemanha tem liberdade de culto. Cerca de 38% da população são protestantes, e aproximadamente 34% são católicos romanos. A maioria dos protestantes vivem no norte da Alemanha, e a maioria dos católicos romanos vive no sul e no oeste. Além disso, existem cerca de 3,3 milhões de muçulmanos e uma minoria judaica. A maior parte dos judeus vive em Berlim. Muitas pessoas da antiga Alemanha Oriental não são religiosas.

A língua oficial é o alemão, que é o idioma falado pela maioria. Há uma grande variedade de dialectos. Os dinamarqueses (que vivem em Schleswig) não falam alemão. Também há uma grande quantidade de frisões que continuam a falar sua própria língua. O alemão relaciona-se com várias línguas, como as línguas escandinavas, o holandês, o flamengo e o inglês.

Situação política

Em 1949, foi promulgada uma constituição que afirmava que a Alemanha era um estado federal parlamentar democrático. A Alemanha consiste de 16 estados que possuem suas próprias autoridades. Esses estados são: Baden-Württemberg, Baviera, Berlim, Bradenburgo, Bremen, Hamburgo, Hessen, Mecklenburgo-Pomerânia Ocidental, Baixa-Saxónia, Renânia do Norte-Vestfália, Renânia-Palatinado, Sarre, Saxónia, Saxónia-Anhalt, Sleswick-Holstein e Turíngia.

O estado federal tem a autoridade máxima. O presidente é o chefe de estado e é eleito a cada cinco anos pelo estado federal e os governos dos estados individuais. O poder do presidente é limitado e sua função é de natureza altamente representativa. O presidente é Horst Köhler (desde 2004). Ele é membro da CDU (União Democrata-Cristã da Alemanha). A CDU é o partido conservador, de direita.

A federação é formada pelo Bundestag e pelo Conselho Federal. O Bundestag é o parlamento alemão, que tem mais de 670 membros. Eles controlam o poder legislativo. Todos os alemães com mais de 18 anos podem votar. O Conselho Federal tem 69 membros. Eles são os representantes dos governos de cada estado. O Conselho Federal pode vetar uma lei adoptada pelo Bundestag. O chanceler é o chefe de governo. Ele é nomeado pelo presidente e tem o poder de aplicar directrizes políticas. Desde 2005, Angela Merkel é a chanceler da Alemanha. Ela é a primeira mulher a ser chanceler do país.

O poder judicial está em mãos da corte alemã: a Bundesverfassungsgericht. Metade de seus membros são eleitos pelo Bundestag, e a outra metade pelo Conselho Federal. A Bundesverfassungsgericht protege a constituição.

Economia

Apesar do caos surgido após a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha conseguiu se tornar a terceira maior economia do mundo em 2004. Entretanto, nos últimos anos não houve crescimento da economia. Devido ao fato de que a média de idade da população está aumentando, o número de participantes activos na economia está diminuindo. Além disso, a Alemanha enfrenta um alto desemprego. Os custos da segurança social estão aumentando. A Alemanha Oriental ainda está desfasada em relação à Alemanha Ocidental. Todos os anos, gasta-se uma grande quantidade de dinheiro para desenvolver a economia do leste do país. Contudo, as coisas parecem caminhar na direcção certa para a Alemanha.

O sector de serviços tem a maior participação no PIB do país. A agricultura já não representa a maior parcela. A maioria das empresas agrícolas são negócios de uma só pessoa. A produção destina-se principalmente ao mercado doméstico. A indústria automobilística é o maior exportador da Alemanha. Na Europa, a Alemanha é o principal produtor de carros de luxo. Além disso, o país exporta muitas máquinas e peças, metais, produtos químicos, alimentícios e têxteis. A indústria pesada está localizada na região de Ruhr.

Os países ocidentais da UE são importantes parceiros comerciais da Alemanha. O país exporta muitos produtos para a França, a Holanda, a Itália, a Bélgica e Luxemburgo. Fora da União Europeia, os Estados Unidos e o Japão também são importantes. O comércio com países do Centro e do Leste Europeu aumentou nos últimos anos. A Alemanha importa muitos produtos alimentícios, petróleo e gás natural.

O sector do turismo também cresceu. Actualmente, a Alemanha é um popular destino de férias. Os tristas são principalmente da Holanda, dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. A Baviera é uma verdadeira atracção turística. É uma região ideal para os desportos de inverno. Além disso, Berlim atrai muitos turistas, assim como Sarre, a Turíngia e a Floresta Negra.

Antigamente, a moeda alemã era o Deutschmark. Desde 2002, a moeda do país é o euro. Ele tem um valor fixo de 1,96 Deutschmark por euro.

Geografia e clima

A Alemanha localiza-se na Europa Central e cobre uma área de aproximadamente 357.000 milhas quadradas. Devido à sua localização central, o país faz fronteira com vários países: ao norte, com a Dinamarca, ao leste com a Polónia e a República Checa, e ao sul com a Suíça e a Áustria, e ao oeste com a Benelux e a França. Em total, as fronteiras têm 3.618 km. Além disso,  o país faz fronteira com o Mar do Norte e o Mar Báltico.

A Alemanha é um país relativamente grande, o que significa que a paisagem também é diversificada. No norte, há principalmente planícies de solos férteis de argila e areia. O norte e o sul estão separados pela cadeia central de montanhas. Nessa área, os rios criaram vales profundos. Os declives são usados para a vinicultura. O sul da Alemanha consiste de altas montanhas que gradativamente se transformam nos Alpes. A Zugspitze, nos Alpes Bávaros, é a montanha mais alta da Alemanha (2.962 metros).

O maior lago é o Bodensee, no sul do país. Esse lago tem uma superfície de 570 quilómetros quadrados. Há muitos rios grandes. O Reno, o Elba e o Weser correm para o Mar do Norte. O Danúbio corre para o Mar Negro.

A Alemanha tem um clima marítimo moderado. Isso significa que os Invernos são frios e os Verões, amenos. Ao longo do ano, há muita precipitação; O mês mais frio do ano é Janeiro, quando a temperatura pode alcançar  seis graus centígrados negativos. Com temperaturas entre 17 e 20 graus centígrados, Julho é o mês mais quente. Na primavera e no verão, devido aos ventos quentes, a temperatura às vezes pode aumentar tremendamente (em algumas horas!). Nas terras baixas, a precipitação é menor. Conforme as montanhas ficam mais altas, a precipitação aumenta. Nessas áreas, os Verões são mais quentes e os Invernos mais frios.

Trânsito e infra-estrutura

A qualidade da infra-estrutura da Alemanha é muito alta. As ferrovias e as auto-estradas são boas, principalmente no oeste. Quase 78% de todo o transporte de mercadorias acontece nas estradas. As Autobahns alemãs são famosas em todo o mundo: não há limite de velocidade, embora a velocidade recomendada seja de 130 km/h.

A rede ferroviária da Alemanha é ampla e bem organizada. Em 1994, as corporações orientais e ocidentais de transportes foram privatizadas e se fundiram na Deutsche Bahn AG. Além de transportar passageiros, os comboios também transportam parte dos produtos do país. Em vários trajectos entre as principais cidade existem comboios de alta velocidade, ligando cidades como Frankfurt, Hanôver, Wuerzburg, Mannheim, Stuttgart, Munique e Berlim. Os comboios de alta velocidade são uma forma ideal de viajar rapidamente de uma cidade a outra, principalmente para as pessoas de negócios.

Parte do transporte de mercadorias é feito pela água (20%). Exemplos de produtos transportados dessa forma são terra, pedras e carvão. Construiu-se canais que ligam os diversos rios. O rio Reno é uma rota particularmente movimentada. Os portos continentais importantes são Duisburg, Colónia, Hamburgo e Mannheim. Os produtos de comercialização internacional também são transportados pela água. De grandes portos marítimos (como Hamburgo, Wilhelmshaven, Bremen/ Bremerhaven, Lübeck e Rostock) partem navios para países como a Grã-Bretanha, Dinamarca, Noruega, Suécia e a Holanda.

O trânsito aérea da e para a Alemanha aumentou enormemente nos últimos anos. Existem 16 aeroportos internacionais. O aeroporto de Frankfurt am Main( Frankfurt Flughafen) é especialmente importante para a Alemanha; depois de Londres-Heathrow, ele é o segundo maior aeroporto da Europa. Os aeroportos de Munique e Düsseldorf também são grandes. Além desses, existem aeroportos em Hamburgo, Colónia/ Bonn Berlim e Stuttgart. O maior porta aviões da Alemanha é o Deutsche Lufthansa AG.

Fuso horário

A Alemanha tem o fuso horário GMT +1. No verão (de Abril a Outubro) o relógio é adiantado uma hora. Isso significa que durante o verão a noite cai uma hora mais tarde.

Comidas e bebidas

A cozinha alemã é variada. As refeições são fortes e podem ser um pouco difíceis de digerir.  Há muita carne: bratwurst, porco asado, carne de vaca asada, etc. Além disso, muitos pratas também incluem batata ou sopa. Uma salada alemã tradicional é a Kartoffelsalat: uma salada de batatas com pepino, maionese e cebola. Uma especialidade alemã é o Berliner Bol (feito de massa fermentada frita).

Os alemães são verdadeiros bebedores de cerveja. Existem muitas marcas disponíveis em toda a Alemanha (por exemplo, Warsteiner e Bittburger). Os cafés frequentemente servem cervejas locais. A Renânia do Norte-Vestfália é a região onde se bebe a maior parte da cerveja. Além disso, a população alemã bebe muito café e muita água.

Além dos restaurantes tradicionais, há muitos restaurantes que oferecem culinária estrangeira (como a turca, a italiana, a grega e a chinesa). Os restaurantes na Alemanha em geral abrem ao redor das 18 horas. Os alemães em si não costumam jantar antes das 20 horas. De modo geral, os restaurantes alemães não são caros. Costuma-se deixar pequena gorjeta.

Alojamento

A Alemanha está muito bem adapta à visita de muitos turistas ao país todos os anos. Há muitas formas de passar a noite na Alemanha. Existem hotéis, B&B's, apartamentos e pensões. Também há muitos albergues da juventude (principalmente nas grandes cidades) para aqueles com um orçamento económico.  Também existem parques de férias onde é possível alugar uma cabana ou acampar. Muitas vezes esses acampamentos são bastante adequados para famílias com crianças.

Fontes externas

Para obter mais informações sobre a Alemanha, recomendamos o Google, assim como as fontes a seguir: