Ligue grátis:
☎ +49 89 244473 702 (International)
Autohuur Verenigde Staten Car rental United States Mietwagen USA Autohuur Verenigde Staten Biluthyrning USA Location de voitures États-Unis Alquiler de coches Estados Unidos Autonoleggio Stati Uniti d'America Billeje USA Bilutleie USA Autovuokraamo Amerikan Yhdysvallat Aluguer de carros Estados Unidos Wypożyczalnia samochodów Stany Zjednoczone Autovermietung USA Mietauto USA
Aluguer de Carros Estados Unidos

Aluguer de Carros Estados Unidos

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Estados Unidos é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Estados Unidos, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Estados Unidos: Cidades

EasyTerra Aluguer de Carros Estados Unidos compara as tarifas de aluguer de carros nas seguintes cidades:


Informação de lugar para Estados Unidos

Aluguer de automóveis Estados Unidos
Aluguer de automóveis Estados Unidos

Introdução

Os Estados Unidos são um país enorme na América do Norte constituído por cinquenta estados. O país é visto internacionalmente como importante nos âmbitos cultural, político e económico. Não só a população é diversificada, como também a paisagem e o clima variam grandemente. De desertos áridos e regiões polares frias a praias tropicais: de tudo se encontra nos E.U. É um país desenvolvido e graças a esta grande diversidade, todos têm sempre algo para fazer ou ver.

História

Há dez mil anos atrás várias tribos viveram nos Estados Unidos. Eram originárias da Ásia e foram chamadas de índios por exploradores europeus. Estavam espalhados pelo país. Os índios viviam principalmente de pesca e caça.

Cristóvão Colombo é conhecido como o descobridor dos Estados Unidos (em 1492). Isto é incorrecto já que os vikings entraram no país quatrocentos anos antes (cerca do ano 1000). Após a redescoberta de Colombo, formaram-se pequenas colónias. Os europeus esperavam encontrar ouro na América. Durante os séculos XV, XVI e XVII os espanhóis ocuparam o sudoeste e a Florida. A primeira povoação inglesa fundada com êxito foi Jamestown, na Virginia, em 1607. Em 1624, os holandeses também estabeleceram uma colónia: a Nova Holanda (Nova Amesterdão era uma povoação fortificada dentro colónia). Quarenta anos mais tarde, esta passou para as mãos dos ingleses e desde então que a Nova Amesterdão é conhecida como Nova Iorque.

O período colonial foi marcado por conflitos entre os colonizadores (principalmente ingleses) e os habitantes originais do país. Devido ao desenvolvimento nas povoações, durante o período colonial houve falta de mão-de-obra. Esta foi uma razão para o estabelecimento da escravatura. Havia muitos africanos a trabalhar como escravos para os colonizadores.

Após a guerra francesa e índia, os colonizadores derrotaram os franceses no Canadá, em 1763. A guerra originou um deficit financeiro e os ingleses exigiram mais impostos. As colónias estavam relutantes em fazê-lo e deu-se início à guerra da independência. As colónias ganharam, declararam a independência em 1776 e formaram os Estados Unidos. A Grã-Bretanha só saiu dos Estados Unidos em 1783. Em 1787, o país aprovou a sua primeira constituição que envolvia direitos humanos. Em 1789, a constituição americana teve um novo protagonismo. Foi formado um congresso (constituído pela Câmara de Representantes e o Senado) e o país elegeu o seu primeiro presidente: George Washington.

O período seguinte foi dominado por expansão. Isto resultou numa guerra com o México e os índios. A América conquistou grandes partes do México. O norte da América era industrializado ao passo que as pessoas do sul viviam da plantação de algodão. Grandes grupos de escravos negros trabalhavam nestas plantações. Esta diferença gerou tensão entre o norte e o sul. Os residentes do norte não queriam nenhuma ligação com a escravatura. Quando Abraham Lincoln (que era contra a escravatura) se tornou presidente, onze estados sulistas foram separados dos Estados Unidos. Em 1861, estalou a Guerra Civil americana. O sul (com 9 milhões de habitantes) não teve qualquer hipótese contra os mais ricos e mais modernos estados do norte (com 23 milhões de habitantes). Muitos americanos morreram mas o país manteve-se unido e a escravatura abolida. A população afro-americana não tinha os mesmos direitos e muitas vezes ficavam com os seus donos originais. Esta parte da nação estava económica, social e politicamente em desvantagem. Os nativos também passaram tempos difíceis. Os índios eram colocados em pequenas reservas e os agricultores brancos apoderaram-se das suas terras.

Após a Guerra Civil americana, o país formou um forte exército. Também no mar os E.U.A eram poderosos. Durante o século XVIII, os Estados Unidos expandiram-se para ocidente. Mais estados eram constantemente adicionados ao país. A população cresceu enormemente. Foram elaboradas várias leis anti-imigração. Um exemplo é a Acta de Exclusão Chinesa (1882). Esta lei tornava impossível a emigração dos chineses para os E.U.

Foi só durante a Primeira Grande Guerra que a América pôde estender a sua influência à Europa. O país ajudou as tropas aliadas a partir de 1917. Durante este período cresceu o regime comunista na Rússia. Isto espalhou o pânico entre os americanos e o país  começou a isolar-se. Em 1920, foi proibida produção, vendas, importação e exportação de bebidas alcoólicas. A proibição conduziu ao caos. Também caíram os salários enquanto que os lucros continuaram a crescer. Em 1929, a bolsa de Wall Street colapsou e falou-se de uma crise económica.

O início da Segunda Guerra Mundial marcou o fim da depressão. A guerra criou emprego. Após um ataque ao Japão em Pearl Harbour, no Havai, os E.U. não puderam manter a sua neutralidade. Os E.U. lutaram em todas as frentes e tiveram um grande papel na vitória dos aliados.

Os anos pós-guerra foram marcados pela Guerra Fria (1947-1991) entre a União Soviética e os E.U. Houve tréguas entre o ocidente capitalista (liderado pelos E.U) e o bloco comunista de oriente (liderado pela União Soviética). Ambos países possuíam um vasto arsenal nuclear. A tensão cresceu mas as bombas nucleares não foram usadas.

Durante a Guerra Fria, os E.U. lutaram no Vietname. Os E.U. apoiaram o Vietname do Sul ao passo que o Vietname do Norte era comunista. A Guerra do Vietname conduziu a uma maior instabilidade nos E.U., expressa em revoltas de mulheres, minorias e jovens. A população negra, liderada por Martin Luther King, exigia igualdade de direitos. Esta rebelião deu alguns frutos: em 1964, foi criada uma lei que terminava com a segregação racial. Muitas pessoas morreram durante a Guerra do Vietname. Em 1972, os E.U. retiraram-se deixando o mal treinado exército no Vietname do Sul entregue a si próprio.

Em 1980, Ronald Reagan torna-se presidente. Era anti-comunista e actuava decisivamente contra a União Soviética. Quando Gorbachov chegou ao poder, houve negociações entre os dois líderes que asseguraram a assinatura de acordos de controle de armas. Em 1988, George Bush chegou ao poder. Um ano depois, ele e Gorbachov terminaram formalmente a Guerra Fria. A União Soviética desmoronou-se e com isso os E.U perderam o seu maior opositor.

Em 1992, Bill Clinton assume a presidência. Durante o seu reinado, a economia dos E.U. cresceu. Oito anos mais tarde, George W. Bush torna-se presidente. O novo milénio começou com um ataque ao World Trade Center em Nova Iorque. Bush declarou uma guerra contra o terrorismo e o exército americano expulsou os talibãs do Afeganistão. Em 2003, o exército americano entrou no Iraque. As Nações Unidas acreditavam que o Iraque possuía armas de destruição massiva e apoiaram os E.U. O exército obteve muitas vitórias e também soube como apanhar o líder Saddam Hussein, Actualmente, o exército dos E.U ainda se mantém no Iraque.

Sociedade e cultura

A população total dos E.U. é constituída por mais de 300 milhões de habitantes. Só a Índia e a China têm mais habitantes. Etnicamente, os E.U. são um país diversificado. Mais de trinta grupos étnicos vivem ali, num total de pelo menos um milhão de pessoas. Uma grande parte do total da população é descendente de europeus. São maioritariamente da Alemanha, Irlanda, Grã-Bretanha, Itália, Escandinávia e países eslavos. O número de americanos com ascendência europeia vem decrescendo (relativamente). Devido a imigração massiva, há muitos habitantes da Ásia, África e América Latina. Os habitantes originais da América, tais como índios e inuítes, representam apenas um por cento da população.

Os residentes dos Estados Unidos vivem desigualmente por todo o país. O Alasca e as zonas ocidentais têm menos habitantes. Em contraste, a densidade populacional a oriente é muito elevada. Aproximadamente três quartos da população vivem em cidade ou arredores. Há nada menos do que 175 cidades nos E.U. com mais de 100.000 pessoas.

Cerca de 80% dos americanos são cristãos. Destes, mais de metade é protestante e cerca de 26% são católicos romanos. Uma pequena percentagem da população americana é judia ou islâmica. E ainda, cerca de 1% de todos os habitantes representa o hinduísmo ou o budismo. O país tem também algumas igrejas "negras", tais como a "Convenção Nacional Baptista" e a "Igreja Episcopal Metodista Africana". Os índios têm a sua própria religião.

Os E.U. não têm uma língua oficial. Cerca de 97% dos americanos falam bem inglês. A diferença mais importante entre o inglês e o inglês americano está na variação de pronunciação. Existem também palavras cujos significados diferem. Há grandes grupos que falam outras línguas. Especialmente nos estados de sudoeste, muitos habitantes falam espanhol. O chinês também é vastamente falado. Uma pequena e decrescente percentagem fala a língua dos habitantes originais.

A cultura americana é muito diversificada e tem uma grande influência da sociedade ocidental. Em todo o mundo se encontram cadeias de comida rápida (exemplo, McDonald's). O refrigerante Coca-Cola é bebido a nível mundial. Muitos tipos de música tiveram as suas origens na América, tais como os blues e o jazz. Filmes e programas de televisão americanos podem ser vistos em toda a parte, todos conhecem a estátua da Liberdade e desportos americanos (como o basebol e o basquetebol) são jogados em muitos países.

Situação política

Os E.U. são uma república constitucional. O equilíbrio entre o poder da Federação e dos Estados Federados está legislado. Também as relações entre os poderes legislativo, executivo e judicial são reguladas por lei. O poder judicial está nas mãos do Congresso. Este é constituído pela Câmara de Representantes e Senado. Cada estado elege dois membros do Senado. De dois em dois anos faz-se a reeleição de um terço do Senado. Os senadores são eleitos por seis anos. O vice-presidente é o presidente do Senado. A câmara de Representantes é constituída por 435 membros eleitos por dois anos. Cada estado está representado na Câmara de Representantes. A distribuição tem como base a densidade populacional de um estado.

O Congresso é chefiado pelo presidente. Este tem o poder executivo nas suas mãos. O presidente é eleito pelo povo por um período indirecto de quatro anos. Votam por um colégio de 538 eleitores de todos os estados e Distrito de Columbia. O ganhador num estado consegue todos os eleitores que, por sua vez, votam pelo candidato com mais votos. O presidente tem imenso poder. Pode votar contra uma lei aprovada pelo Congresso. O poder judicial está com a Corte Suprema. O país está dividido em distritos federais que têm bancos federais. A Corte Suprema é o tribunal mais alto dos Estados Unidos. A sua actividade mais importante é a interpretação e cumprimento da constituição.

A política externa, a defesa, gestão da moeda e do comércio, a relação entre os 51 estados e a protecção dos direitos humanos  estão consagrados na constituição federal. Na prática, o governo federal tem também acção sobre a assistência social e a educação. Oficialmente, estas duas tarefas pertencem aos próprios estados.

Um extensivo poder militar e económico é característico dos Estados Unidos. As relações exteriores americanas são frequentemente um importante tópico na política internacional. Reacções às suas políticas são muitas vezes vigorosas e o governo recebe fortes críticas. Os cidadãos americanos estão com frequência contra as decisões do Congresso. No entanto, os E.U. apoiam-se muitas vezes no apoio internacional. A Grã-Bretanha, Austrália, Japão e Polónia são aliados especialmente próximos.

George Walker Bush foi o anterior presidente dos E.U. O presidente Bush era membro do Partido Republicano. Tanto em 2000 como em 2004, Bush derrotou o seu opositor democrático. O Partido Republicano e o Partido Democrático têm sido os principais partidos políticos desde meados do século XIX.

Bush ficou conhecido pela sua agressiva política internacional. As suas decisões deram frequentemente origem a forte crítica. Sob a liderança do presidente Bush, os americanos declararam guerra contra o Afeganistão e o Iraque. O seu segundo mandato foi dominado pelo terrorismo internacional. Após o ataque ao WTC em Nova Iorque, Bush declarou guerra ao terrorismo. A política interna é caracterizada por recortes em impostos e uma medida para melhorar a situação de doentes e mais idosos.

Economia

Economicamente, os E.U. são o maior país do mundo. A sua economia é orientada para o mercado e é o maior consumidor de energia do mundo. A influência do governo na economia é limitada. O principal sector é o de serviços. Cerca de três quartos da população trabalha neste sector. A América é rica em recursos naturais tais como carvão, petróleo, gás, metais e minerais. A agricultura é também de grande importância. A América é o maior produtor de milho, soja, arroz e trigo. Além destes produtos agrícolas, muitos outros também são exportados. O sector de manufactura é constituído principalmente por produção de automóveis, aviões, aço e aparelhos electrónicos. Finalmente, o turismo é também uma importante fonte de rendimento. Em 2003, os E.U eram à frente de França e Espanha, o país mais visitado por turistas. A maioria dos turistas é do Canadá.

Canadá, China, México, Japão e Grã-Bretanha são os mais importantes parceiros comerciais dos E.U. A relação comercial entre o Canadá e os E.U. é a maior do mundo em termos do valor que atravessa diariamente a fronteira.

A actividade económica varia de zona para zona nos E.U. A cidade de Nova Iorque é o centro financeiro, Los Angeles é importante pela produção de filmes e programas de televisão, e o centro ocidental é conhecido pela sua indústria pesada. Cerca de trinta por cento dos E.U. consiste em áreas florestadas. Estas não só produzem madeira, como também são usadas para o lazer, conservação da natureza e fornecimento de alimentos. A pesca tem uma pequena contribuição para a economia. O oceano Pacífico e o Golfo do México são particularmente importantes para esta actividade. No Texas encontra-se o centro petroquímico e a economia do sudeste baseia-se especialmente em investigação médica e indústria têxtil.

A América não tem um sistema social elaborado. Uma quantidade razoável da população (em termos ocidentais) vive abaixo da linha de pobreza. Há uma grande desigualdade financeira. O deficit comercial é alvo de muitas críticas (inter) nacionais e traz muita preocupação aos políticos americanos. Contudo, a economia americana continua a crescer e pode dizer-se que os Estados Unidos têm uma economia que domina o mundo.

Geografia e clima

Os Estados Unidos têm a maior população do mundo depois de dois países (Índia e China). Relativamente ao tamanho, os Estados Unidos, com uma área de 9.809.155 km², está em quarto lugar, atrás da China, Rússia e Canadá. Incluindo as áreas de pântanos, os E.U. são maiores do que a China. O país é uma federação norte-americana: inclui 50 estados e o Distrito de Columbia.

Os E.U. fazem fronteira com o Canadá (a norte) e México (sul). A oriente, o país é banhado pelo oceano Atlântico, a ocidente pelo oceano Pacífico e a sudeste pelo Golfo do México. O Alasca, um dos dois estados que não se encontra junto a outro estado, é banhado faz fronteira com o oceano Pacífico, o estreito de Bering e o oceano Árctico. O Hawaii também não está junto dos outros estados, mas sim no meio do oceano Pacífico. O total da costa dos E.U. tem cerca de 20.000 km.

A capital dos E.U é Washington. A Casa Branca (a residência presidencial) está aqui situada. Washington é o centro político do país. Nova Iorque é a maior cidade dos Estados Unidos e também o seu centro económico. É uma das mais importantes cidades do mundo. Outras grandes cidades são Houston, Filadélfia e Phoenix. O maior estado é o Alasca, também o mais escassamente povoado. O estado mais pequeno é Rhode Island. A Califórnia tem a maior população e Wyoming a menor população.

O ponto mais alto dos E.U. é o Mount McKinley. Esta montanha tem 6.194 metros de altura. As paisagens de América são muito diversas. O oeste consiste principalmente em colinas e florestas. Os Appalachia formam uma baixa cadeia de montanhas a oriente. Os cinco Grandes Lagos situam-se no centro-norte. O sudeste consiste principalmente em florestas subtropicais e mangais, em particular na Florida. Os vales de Ohio e Tennessee ficam a ocidente dos Appalachia. Estes vales são constituídos por colinas e solo fértil. As Montanhas Rochosas cobrem grande partem da América ocidental. Entre as montanhas altas e as montanhas rochosas das Cascades e da Sierra Nevada existe uma área desértica, cuja zona meridional é conhecida pela Grande Enseada. O sudoeste do país é constituído principalmente por áreas desérticas. O Grand Canyon, entre outros, situa-se aqui. A costa ocidental é em grande parte montanhosa.

Tal como a paisagem, o clima dos E.U. é variável. No nordeste do país, domina um clima húmido. Cai muita neve no inverno, enquanto que no verão a temperatura pode subir a quase quarenta graus Célsius. O Centro-Oeste tem um clima continental com verões quentes e invernos frios. Os estados do sul têm invernos menos severos do que os estados do Centro-Oeste. Estes estados são muito ensolarados. Alguns estados, tais como Hawaii e Florida, têm mesmo um clima tropical. Um clima fresco domina o norte do país. Tanto o verão como o inverno são frios com muita precipitação. A nordeste é onde há menos sol. Há muita chuva e os verões e invernos não são muito diferentes do resto do país. A costa norte e o interior do Alasca têm um clima polar. As planícies a ocidente do rio Mississipi são zonas desérticas. A Grande Enseada, a sudoeste, é um deserto. Há escassa chuva.

Os E.U. têm condições climáticas extremas. O país é regularmente atingido por furacões. Estes surgem principalmente no sudeste. Os furacões ameaçam em especial as faixas costeiras. Tremores de terra e tornados também provocam grandes problemas. Também o calor é por vezes preocupante para a saúde dos americanos, além de que provocam o aparecimento de fogos florestais.

Trânsito e infra-estrutura

A América tem uma rede viária eficiente e bem mantida. Há muitas auto-estradas no país. Estas ligam estados, cidades e zonas rurais. A América é a terra dos automóveis. A aquisição de carros entre os americanos é extremamente elevada. Cada estado tem as suas próprias leis de trânsito. As regras não diferem muito mas deve ser cauteloso ao alugar um veículo. Os limites de velocidade estão indicados em milhas. Na maioria dos estados pode-se conduzir a partir dos dezasseis anos. Por vezes a idade é dezoito anos. Na maioria dos estados é obrigatório conduzir com cinto de segurança nos assentos dianteiros. Há também estados onde é obrigatório o uso de cinto de segurança nos assentos de trás.

Pode optar por explorar o país de comboio. A rede ferroviária está menos desenvolvida comparativamente com a Europa; não é tão comum viajar em comboio como na Europa. Há uma rede ferroviária transcontinental. Esta é usada principalmente para transporte de mercadorias entre os 48 estados. Os serviços de passageiros são dirigidos pela "Amtrak", entre outras. Os E.U. não têm comboios de alta velocidade. Muitas cidades possuem metro subterrâneo. A Cidade de Nova Iorque tem a mais extensa rede de metro e comboios subterrâneos.

O autocarro é a forma mais barata de viajar nos E.U. e muita gente aproveita-o. A empresa Greyhound Bus oferece o único serviço transcontinental nos E.U.

O meio mais popular para viajar longas distâncias é o avião. Dadas as imensas distâncias a cobrir no país, há imensos voos. Viajar de e para os E.U. é, obviamente, de avião. O país está bem adaptado à quantidade de pessoas que usam este meio. os maiores aeroportos são o Aeroporto internacional O' Hare, Aeroporto Internacional de Los Angeles, Aeroporto Internacional de Dallas-Fort Worth, Aeroporto Internacional John F. Kennedy (na Cidade de Nova Iorque), Aeroporto Internacional San Francisco, Aeroporto Internacional de Denver, Aeroporto Internacional de Miami e Aeroporto Internacional de Orlando.

O México tem o maior porto fluvial. Os maiores portos marítimos dos E.U. ficam nas seguintes cidades: Houston, Los Angeles, San Francisco, Nova Orleães, Nova Iorque, Baltimore e Newport. Os rios são com frequência usados tanto para transporte de mercadoria como de passageiros.

Zona horária

Os estados dos E.U. estão divididos em quatro zonas horárias. De este para oeste, está a zona Oriental (GMT -5), Central (GMT -6), Montanha (GMT -7) e Pacífico (GMT -8). O Alasca está na zona GMT -9 e o Hawaii tem uma zona horária de GMT -10. Exceptuando o Arizona e o Hawaii, todos os estados têm um horário de verão.

Comida e bebida

Nos E.U. as pessoas apreciam de uma refeição substancial. Os pequenos-almoços contêm habitualmente ovos mexidos, toucinho, bagels ou panquecas com caramelo. Muitos americanos comem muito e pouco saudável o que faz com que o país sofra de obesidade. os americanos são amantes de carne e gostam de um bom churrasco. Os E.U são também conhecidos pelas grandes cadeias de comida rápida. McDonalds, Burger King eKentucky Fried Chicken estão muito difundidas. Os americanos comem muitos hambúrgueres e são verdadeiros bebedores de bebidas de cola. Além dos restaurantes de comida rápida, encontram-se obviamente outros tipos de restaurantes. A cozinha é influenciada por todo o tipo de culturas residentes no país. Isto permite imensa variedade de comida estrangeira, tal como chinesa, mexicana e italiana. As doses são sempre enormes. O serviço é prestado contra um salário bastante baixo. Por um bom serviço dá-se frequentemente uma gorjeta de 15 a 20 por cento

Para entrar num bar é necessário ter pelo menos dezoito anos de idade e levar identificação. As regras relativas ao consumo de álcool são restritas. Para comprar e consumir bebidas alcoólicas a idade mínima é 21 anos. Não é permitido beber em público ou ter garrafas de bebidas alcoólicas no carro (excepto no porta-bagagens).

Alojamento

Encontram-se hotéis quase por toda a parte nos E.U. Muitos quartos possuem ar condicionado, casa de banho e televisão. É aconselhável fazer reservas com antecedência. Pode fazer reservas gratuitamente por telefone. É frequente encontrar-se motéis junto às auto-estradas. Estes são mais baratos do que os hotéis, mas têm menos amenidades. Os hotéis e motéis nas cidades e seus arredores são mais caros do que os das zonas rurais. Fora das cidades existem albergues de juventude. Em particular os mochileiros alojam-se aqui por pouco preço. Os jovens que permanecem mais tempo nos E.U. podem optar por alugar um quarto num campus universitário. Os entusiastas do campismo podem escolher entre parques de campismo públicos (em reservas nacionais, estatais e florestais) e parques de campismo privados. É mais comum ficar numa caravana do que numa tenda. Também pode alojar-se num Bed & Breakfast (também chamado "pensão"). Estes encontram-se em todo o lado. O preço de uma pensão é por vezes mais elevado do que um motel. Para uma experiencia única, pode reservar uma noite numa fazenda, que se assemelha a um camping rural. Aqui monta-se a cavalo e entra-se em contacto com a típica cultura do "oeste".

Fontes externas

Para mais informações sobre os Estados Unidos, recomendamos Google e as seguintes fontes: