Irlanda de aluguer de carros

Poupe tempo e dinheiro. Nós comparamos as ofertas das empresas de aluguer de carros em Irlanda por si.

Para usar este sítio Web, o seu computador precisa aceitar cookies.

Nós comparamos todos os fornecedores mais conhecidos

Aluguer de carros Irlanda

EasyTerra Aluguer de Carros Irlanda é um sítio Web independente de comparação de aluguer de carros. O nosso sistema compara tarifas de empresas bem conhecidas assim o cliente pode reservar sempre o seu carro connosco a uma tarifa competitiva.

Informação do lugar por Irlanda

Introdução

A Irlanda é uma ilha a oeste da Grã-Bretanha. Durante anos, o país caracterizou-se pela pobreza, a guerra e a luta pela independência. Os conflitos com a Irlanda do Norte ainda estão muito vivos entre os irlandeses. Entretanto, a  Irlanda é um país independente com um rápido crescimento económico e boas perspectivas. Sua bela natureza, as diversas trilhas para pedestres e ciclistas e os históricos fazem da Irlanda um destino popular de férias.

História

Cerca de 6.000 a.C., a Irlanda era habitada por pequenos grupos de caçadores. Ao redor do século IV a.C., os celtas invadiram o país. Os celtas assassinaram uma grande parte da população e construíram a sociedade celta. A língua dos celtas (indo-europeu) foi a base da língua irlandesa.

No ano 432 d.C., o santo patrono, São Patrício foi à Irlanda e introduziu o Cristianismo (catolicismo). O país se tornou uma civilização latino-cristã onde as pessoas podiam ser treinadas para tornarem-se missionárias em um dos muitos mosteiros. Os missionários irlandeses foram responsáveis, em grande medida, pela expansão do cristianismo na Europa Ocidental.

Em 795, os ataques vikings começaram. Até 1014, fundaram vários assentamentos ao longo da costa irlandesa. Os postos de comércio mais tarde se transformaram em cidades como Dublin e Waterford. Os vikings foram derrotados pelos irlandeses na Batalha de Clontarf. O papa inglês Adriano IV deu a Irlanda à coroa inglesa. Aparentemente a Irlanda se tornou uma colónia da Inglaterra, mas os anglo-normandos não tiveram êxito em subjugar a Irlanda.

A ruptura entre Henrique IV e a Igreja Católica causou rebeliões e divisão na Irlanda. Com a ajuda da nobreza irlandesa, o rei conseguiu introduzir o anglicanismo como a religião oficial. A luta entre o catolicismo e o protestantismo durou por muitos anos.

Em 1801, a Grã-Bretanha e a Irlanda foram unidas oficialmente no chamado "Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda". Nas décadas seguintes, a economia irlandesa declinou rapidamente. Em 1845, houve uma grande fome. Devido a uma doença da batata, as colheitas foram perdidas por quatro anos. Mais de um milhão de irlandeses morreram de fome. Mais de dois milhões de pessoas emigraram para, entre outros lugares, a América do Norte, a Austrália, a Inglaterra e o Canadá.

No começo do século XX, vários movimentos políticos queriam mais autonomia. Os sentimentos nacionalistas aumentaram, e as pessoas foram obrigadas a língua irlandesa nas escolas. Em 1912, parecia que a Irlanda teria mais autonomia, mas a lei foi obstaculizada pela província protestante de Ulster. No dia 24 de Abril de 1916, a Revolta da Páscoa estourou. Os republicanos proclamaram a República Independente da Irlanda. A Inglaterra respondeu matando os líderes da rebelião. O resultado foi a intensificação dos sentimentos nacionalistas, que levou à fundação do partido republicano "Sinn Féin", que significa "nós mesmos".

Depois disso, iniciou-se a luta irlandesa pela independência. Os irlandeses atacaram alvos ingleses e a Inglaterra respondeu violentamente. O estado oficial irlandês foi fundado em 1922. Várias províncias do norte se recusaram a se unir a esse estado católico. As províncias protestantes continuaram sendo parte da Inglaterra sob o nome de Irlanda do Norte. Actualmente, são parte do Reino Unido e são predominantemente protestantes.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Irlanda permaneceu neutra, embora muitos Irlandeses lutaram juntamente com os britânicos na Europa. Em 1949, a República da Irlanda foi proclamada. Em 1973, a Irlanda uniu-se à União Europeia. Sua agricultura se beneficiou disso e também atraiu investimentos estrangeiros. Ainda existe tensão entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, apesar da assinatura do acordo de paz em 1998. Entretanto, seu futuro é promissor. Desde a década de 1990, o país passou por uma enorme transformação económica. A Irlanda é líder na área de alta tecnologia. o país é rico e já não é subdesenvolvido.

Sociedade e cultura

Actualmente, a Irlanda tem quase quatro milhões de habitantes. O país é pouco povoado e mais de um quarto da população vive em Dublin. Cerca de 60% dos irlandeses vivem nas cidades. Existem muitas minorias originárias na Irlanda: descendentes de vikings e ingleses normandos, grupos nómadas e habitantes cujos ancestrais eram de Gales, da Inglaterra e da Escócia.

A Irlanda tem de lidar com a emigração em massa. Existem mais irlandeses nos Estados Unidos que na Irlanda. Contudo, quando o padrão de vida na Irlanda aumentou, muitos irlandeses retornaram. Os imigrantes mais recentes da Irlanda vêm da Inglaterra, da Alemanha, da França, dos Estados Unidos, da Nigéria e da Roménia.

Existem dois idiomas oficias: o gaélico (ou irlandês) e o inglês. O gaélico é falado na Irlanda, na Inglaterra e no Canadá. O inglês ainda é a língua oficial da Irlanda. O gaélico é ensinado da escola primária e secundária e é frequentemente usado juntamente com o inglês nas placas de trânsito.

A maioria dos irlandeses é católica romana. Os católicos romanos da Irlanda vivem em paz com a minoria protestante, diferentemente da Irlanda do Norte. Muitos irlandeses vão à igreja todas as semanas, embora o número de presentes esteja diminuindo. A influência da igreja na vida quotidiana das pessoas ainda é muito grande. Além de católicos e protestantes, também existem judeus e muçulmanos na Irlanda.

Os irlandeses são um povo tradicional que ri muito. A população é aberta e hospitaleira. É interessante imaginar a  Irlanda sem o pub. Ela sempre foi mais do que um simples pub: é uma casa pública de reuniões. A música e a dança irlandesas também são muito famosas. Em todos os lugares organiza-se concursos de dança. Além disso, os irlandeses adoram festivais e eventos.

Situação política

A Irlanda é uma república com um sistema parlamentar. O presidente da Irlanda é o chefe de estado. É eleito a cada sete anos. O primeiro-ministro é nomeado pelo presidente. Normalmente, os governos são formados por coalizões. O parlamento irlandês consiste de um Senado e uma Câmara dos Comuns (Câmara dos Representes). O Senado tem 60 membros. A Câmara dos Comuns tem 166 membros e é eleita pela população irlandesa a cada cinco anos. Todos os habitantes da República Irlandesa com mais de 18 anos e nacionalidade irlandesa ou britânica têm o direito de votar.

Em 1990, Mary Robinson (do Partido do Trabalho) se tornou a primeira presidente do sexo feminino da Irlanda. A eleição de uma mulher com simpatias sociais e feministas foi positiva para a política irlandesa. Deu uma cara às mudanças da sociedade irlandesa. Sob sua liderança, a Irlanda e a Grã-Bretanha firmaram uma iniciativa de paz em 1993.

Em 1997, Mary Patricia McAleese (do partido Fianna Fáil) foi eleita presidente. Em 2004, ela começou seu segundo mandato. No momento, o país é governado por uma coalizão entre o Fianna Fáil e os Democratas Progressistas. Fianna Fáil significa "Soldados do Destino". É o maior partido da Irlanda e foi fundado em 1926. O que começou como um partido radical de esquerda agora se tornou um partido democrático conservador.

Graças à liderança de Mary Patricia McAleese, as chances de paz com a Irlanda do Norte e a Inglaterra aumentaram. Ela também conseguiu transformar a Irlanda em um país com uma economia crescente e com aumento da riqueza.

Economia

Desde os anos 90, a economia irlandesa passou por enormes mudanças. Antes disso, a ênfase estava na agricultura. Actualmente, a Irlanda depende do comércio, da indústria e dos investimentos. Graças ao apoio financeiro da UE e da chegada de muitas empresas estrangeiras, a economia foi capaz de se desenvolver.

A agricultura ainda ocupa um papel importante na economia irlandesa. A exportação de, por exemplo, leite e carne ainda gera importantes receitas. Além da exportação de produtos agrícolas, exporta-se roupas, computadores e máquinas, etc. O país importa principalmente combustível, produtos alimentícios e petróleo. A Irlanda negocia muito com a Grã-Bretanha, os  Estados Unidos, a Alemanha, a França e a Holanda.

A indústria alimentícia não é a única importante da Irlanda. As indústrias de software e alta tecnologia estão crescendo rapidamente. A indústria do aço e a engenharia também são importantes para o país.

O governo irlandês teve um papel central no recente progresso económico. O governo combateu a inflação alta e reduziu os impostos. Os gastos do governos foram estimulados e atraiu-se investimentos estrangeiros. Desde 1987, a parceria entre o governo e os sindicatos foi um elemento central na política económica.

Em 1999, a Irlanda estava ente os primeiros países a adoptar o euro. Devido a esse grande crescimento económico, a Irlanda é chamada de "Tigre Celta". Mas mesmo o "Tigre Celta" não escapou da recessão económica mundial em 2001, embora não tenha sido atingido como outros foram e o PIB do país tenha continuado crescendo.

A economia irlandesa ainda está crescendo e o desemprego continua caindo. Se antes a Irlanda costumava ser um dos país mais pobre da Europa, actualmente essa república pode se considerar uma das mais ricas do mundo. Essa é uma conquista admirável.

Geografia e clima

A Irlanda situa-se a oeste da Grã-Bretanha. No oeste, a Irlanda está em frente ao Oceano Atlântico, e no norte, ao Cana do Norte. Entre a Irlanda e a Grã-Bretanha há o Mar da Irlanda, que se une ao Mar Celta a sudoeste.

A Irlanda tem uma superfície de 84.288 quilómetros quadrados. Dublin é a capital do país. Outras grandes cidades são Cork, Waterford, Limerick e Galway.

A maior parte da Irlanda é formada por colinas e montanhas baixas. A área central é quase toda plana. A costa oeste  consiste de falésias e montanhas. É onde se localiza o ponto mais alto da Irlanda: Carrantuohill, com 1.041 metros de altitude. Na Baía Galway (na costa oeste) situam-se as famosas ilhas irlandesas de Aran. A costa leste consiste de lindas praias de areia. Muitas vezes, essas praias são virgens e desertas. O rio mais importante é o Shannon. Esse rio tem 320 quilómetros de extensão e cruza todo o país. A Irlanda não possui muitas florestas, mas graças às suas paisagens verdes é frequentemente chamada de "ilha verde".

A Irlanda tem um clima marítimo com Verões frescos e Invernos amenos. A influência da corrente do Atlântico Norte é grande, e a precipitação na Irlanda é acima da médica. Em alguns lugares do país, chove 275 dias por ano. A maior parte da precipitação cai nos meses de Inverno. A neve, por outro lado, é rara. A temperatura média em Janeiro e  Fevereiro é de 4 graus centígrados. No Verão, a temperatura média fica está entre 17 e 22 graus centígrados. Maio e Junho são os meses mais ensolarados. Os Verões relativamente frescos fazem da Irlanda um lugar ideal para caminhadas.

Trânsito e infraestrutura

Como a Irlanda é uma ilha, as pessoas viajam principalmente em avião. A única companhia aérea irlandesa é a Aer Lingus-Irish International Airways. Outras companhias aéreas que voam de e para a Irlanda são a Ryanair, a British Midland Airlines, a British Airways e a EasyJet. Na Irlanda existem vários aeroportos grandes: Aeroporto Internacional de Dublin, Aeroporto de Waterford, Aeroporto de Cork, Aeroporto Kerry (Farrenfore), Aeroporto de Shannon e Aeroporto de Galway.

Muitas pessoas também viajam à Irlanda de barco. Os portos mais importantes são Cork, Dublin, New Ross, Shannon Foynes e Waterford. Duas importantes empresas de ferry são a Stena Line e a Irish Ferries. Existem ligações para o Reino Unido e a França.

A participação dos serviços de autocarro no transporte público é grande. A companhia nacional de autocarros é a Bus Eireann. Existem autocarros entre a maioria das cidades e vilas do país. Na temporada baixa, há menos autocarros que na temporada alta. De modo geral, os condutores de autocarros são amistosos e podem inclusive deixá-lo subir mesmo que não esteja esperando no ponto. Em alguns lugares do país onde a Bus Eireann não opera, pode-se tomar um serviço comercial de autocarros.

A Iarnród Eireann é a companhia ferroviária nacional. Existem trens entre Dublin e a maioria das cidades grandes (inclusive cidades da Irlanda do Norte como Belfast). Não há ligações para lugares pequenos da Irlanda. Viajar de trem é consideravelmente mais caro que viajar de autocarro. As ferrovias são utilizadas principalmente para o  transporte de mercadorias.

Se quiser ver todos os lugares bonitos da Irlanda, a melhor forma é alugar um carro. Dá uma enorme sensação de liberdade para visitar lugares que não pode-se chegar de transporte público. A malha rodoviária da Irlanda é razoavelmente boa. Preste atenção aos sinais de trânsito. Somente as placas verdes indicam quilómetros. Os limites de velocidade são indicados em milhas. Os cintos de segurança são obrigatórios e é importante saber que estacionar nas cidades quase nunca é gratuito.

Comida e bebida

A culinária irlandesa é conhecida por seus saborosos queijos (de fazenda), peixes e frutos do mar frescos. A comida é diversificada e de alta qualidade. O "ensopado irlandês" é um prato tradicional irlandês: ensopado de cordeiro com batata e cebola. Outras especialidades irlandesas são o pudim preto, sodabread (pão preto esfarelado) e vários pratos com batata.

Em muitas cidades e vilas pode-se desfrutar dos mercados granjeiros irlandeses. Eles oferecem uma oportunidade única para experimentar produtos regionais. Para as verdadeiras atracções culinárias, deve ir à cidade portuária de Kinsale em Cork. Lá é onde são feitos os produtos regionais. Nos restaurantes costuma-se deixar uma gorjeta de 10%. Frequentemente, a gorjeta será incluída na conta.

Os irlandeses passam muito tempo nos amistosos pubs, e gostam de beber bebidas alcoólicas ocasionalmente. Há muita dança e risos ao sabor de uma pinta de Guinness. Os irlandeses amam as bebidas alcoólicas. O whiskey e o poteen (uma bebida nacional) são bebidas populares.

Alojamento

Em termos de alojamento a Irlanda tem muito a oferecer, desde um hotel na cidade grande até uma casa de campo no interior. Além disso, existem muitos alojamentos do tipo Bed & Breakfasts em todos os lugares. Também existem muitos acampamentos onde pode-se aproveitar o ar puro e a linda paisagem. Os albergues com frequência oferecem alojamento barato. A Irlanda tem mais de 200 albergues nas cidades e no campo. Independentemente do tipo de alojamento escolhido, podemos garantir que se sentirá muito bem recebido. Os irlandeses sabem como fazer com que as pessoas se sintam em casa.

Fuso horário

O fuso horário da Irlanda é GMT + 2, que é uma hora a menos que o Horário da Europa Central.

Fontes externas

Para obter mais informações sobre a Irlanda, recomendamos o Google e as seguintes fontes externas: