Ligue grátis:
☎ +49 89 244473 702 (International)
Autohuur Slowakije Car rental Slovakia Mietwagen Slowakei Autohuur Slowakije Biluthyrning Slovakien Location de voitures Slovaquie Alquiler de coches Eslovaquia Autonoleggio Slovacchia Billeje Slovakiet Bilutleie Slovakia Autovuokraamo Slovakia Aluguer de carros Eslováquia Wypożyczalnia samochodów Słowacja Autovermietung Slowakei Mietauto Slowakei
Aluguer de Carros Eslováquia

Aluguer de Carros Eslováquia

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Eslováquia é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Eslováquia, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Eslováquia: Cidades

EasyTerra Aluguer de Carros Eslováquia compara as tarifas de aluguer de carros nas seguintes cidades:

Informação de lugar para Eslováquia

Aluguer de automóveis Eslováquia
Aluguer de automóveis Eslováquia

Introdução

Na Europa de Leste está a Eslováquia com a sua capital Bratislava. É também a maior cidade do país com 450.000 habitantes. Bratislava fica perto da fronteira ocidental, não longe da Áustria e da Hungria. O Danúbio atravessa a agradável paisagem de colinas e constitui uma fronteira natural com a Hungria.

Para muitos turistas a rude natureza eslovaca é a verdadeira atração. Especialmente o norte e o nordeste têm muito para oferecer. As altas montanhas Tatra, as cidades históricas Levoca e Bardejov e as possibilidades de descer o rio Dunajec dão aos amantes da natureza mais do que suficiente para visitar a Eslováquia. Os amantes dos lugares históricos podem visitar a capital, as acima mencionadas cidades e uns 180 castelos e ruinas que ainda existem na Eslováquia. Spissky Hrad é de longe o mais bonito. A nordeste estão também as históricas igrejas de madeira do período morávio durante oséculo IX. A Eslováquia é uma república jovem que existe há quinze anos e que agora está a ser descoberta por cada vez mais turistas.

História

A região hoje conhecida por Eslováquia foi habitada por tribos eslavas no século V DC.Em 833, o princípe morávio conquistou a cidade de  Nitra, 85 quilómetros a oriente da actual Bratislava. Foi assim que foi fundado o Grande Império Morávio. As partes central e ocidental da actual Eslováquia, toda República Checa e partes da Polónia, Hungria e Alemanha, faziam parte deste império. Durante a segunda metade do século IX, o cristianismo faz a sua aparição e o império converte-se a esta religião.

O Império Morávio teve uma curta existência. Em 907 desmembrou-se, e por volta de 1018 a Hungria anexou todo o império. Esta situação proporcionou novecentos anos de uma relativa estabilidade para a maior parte da Eslováquia. De 1412 a 1772, a região oriental de Spis pertenceu à Polónia. Os húngaros procuravam prata, cobre e minas de ouro. O comércio de âmbar, lã e ouro também foi iniciado. A 170 quilómetros a oriente de Bratislava ainda existe a cidade histórica de Banska Stiavnica. A mais antiga menção escrita sobre esta cidade data do ano de 1156. Durante o século XIII, Banska Stiavnica tornou-se conhecida pelo ouro e a prata. Hoje o centro histórico da cidade está na lista de Património Mundial da UNESCO.

No século XVI, os turcos invadiram a Hungria. A capital foi transferida de Buda para Bratislava. Em 1867, foi fundado o Império Austro-Húngaro. Os húngaros impuseram então a sua cultura na Eslováquia. Por exemplo, a língua húngara era a única ensinada nas escolas. Em reacção a isto, os eslovacos uniram-se aos checos. Como estes estavam ocupados pela Áustria, ambos países partilhavam um destino semelhante. Após ocolapso do Império Austro-Húngaro durante a I Guerra Mundial, nasceu a República da Checoslováquia.

Em 1939, contudo, voltou a desmembrar-se. Quando no tratado de Munique a república foi obrigada a ceder partes do país, a Eslováquia decidiu declarar a sua independência. A Hungria decidiu então aproveitar a oportunidade para apropriar-se de uma parte das terras da debilitada Eslováquia.

Durante a II Guerra Mundial a Eslováquia, sob a liderança de Jozef Tiso, tomou o partido de Hitler. Em 1944, o povo eslovaco revoltou-se contra o fascista Tiso. Ainda hoje os eslovacos se orgulham da sua prova de resistência. Os alemães demoraram um mês para aniquilar a revolta.

Após a guerra, a Checoslováquia tornou-se de novo um estado único. Deveria ser um estado federal, mas os soviéticos ocuparam o país em 1948 e centralizaram o seu poder em Praga. Os eslovacos sentiram-se descriminados em relação aos checos. Isto resultou na "Primavera de Praga", um período que começou em Janeiro e terminou em Agosto de 1968. Alexander Ducek, o então líder político da Checoslováquia, tendia para uma linha política comunista mais moderada. Era sua intenção democratizar o país. Por causa destas mudanças, os eslovacos obtiveram teoricamente os seus direitos. No entanto, o poder manteve-se em Praga. A União Soviética temeu então que as mudanças no meio político da Checoslováquia influenciassem outros membros do Pacto de Varsóvia. Esta foi uma das razões pelas quais Leonid Breznev, o líder comunista da União Soviética, decidiu pôr ponto final nas reformas. Em 20 de Agosto de 1968, iniciou-se a "Operação Danúbio":  a União Soviética invadiu a Checoslováquia. 

Todas as reformas foram desfeitas. A agitação e a insatisfação entre o povo continuou a existir. A pacífica "Revolução Veludo" de 1989 derrubou o regime comunista e reacendeu o nacionalismo eslovaco. Em 1992, o parlamento eslovaco rejeitou um tratado que manteria a república da Checoslováquia. Os eslovacos queriam um estado soberano e conseguiram, em 1993.

Sociedade e cultura

Existem aproximadamente 5,5 milhões de pessoas a viver na Eslováquia. Cerca de dez por cento são originalmente húngaros. Este grupo vive principalmente no sudoeste do país. Menos de um porcento são checos. Existe ainda uma população Roma que vive na Eslováquia da qual não se sabe ao certo a dimensão.

Os eslovacos são em geral muito amistosos embora possam parecer à primeira vista um pouco fechados. A população rural conserva as suas tradições. Os convidados são recebidos com umcopo de slivovica, um forte licor de ameixas. Deixam-se os sapatos à porta de casa e frequentemente são trocados por chinelas, sandálias ou outro tipo de calçado. Nas aldeias algumas pessoas ainda usam a colorida roupa tradicional. 

A vasta maioria dos eslovacos são católicos-romanos. O protestantismo evangélico é também muito popular. A religião em geral constitui uma parte importante da vida diária dos eslovacos: na parte oriental do país, também existem crentes católicos gregos e ortodoxos.

A língua eslovaca está intimamente ligada com a língua checa. Ambas são línguas eslavas ocidentais. Muitos jovens eslovacos falam inglês. Um grande número também fala alemão embora  nem sempre seja apreciado, especialmente pelas gerações mais velhas de eslovacos, que os estrangeiros lhes falam em alemão. As tentativas por parte dos visitantes de falar eslovaco são habitualmente muito bem recebida .

Situação política

Desde 1993 que a Eslováquia é uma república parlamentar. O chefe de estado é o presidente. Ele ou ela é eleito por um período de cinco anos. Desde 2004 que Ivan Gasparovic tem este cargo. O presidenter é também quem escolhe os ministros.

A um de Maio de 2004, a Eslováquia aderiu à União Europeia. Além disto, o país é membro das Nações Unidas e da NATO.

Economia

Desde o colapso do comunismo em 1993, a economia eslovaca é deficitária. Os índices de desemprego são também muito altos. Mais de um terço do país está a ser cultivado. O sector agrícola é muito importante. Além disto produz-se aço, cerâmica e têxteis. A economia da Eslováquia baseia-se no comércio com a Alemanha, República Checa, Rússia e Itália. A moeda é ainda a Coroa Eslovaca. Em Janeiro de 2009, será adoptado o Euro.

Geografia e clima

No coração da Europa, rodeada pela Polónia, Ucrânia, Hungria, Áustria e República Checa, fica a Eslováquia com quase cinquenta mil quilómetros quadrados de superfície. No sudoeste deste alongado país, o Danúbio faz fronteira natural com a Hungria. Desde o rio até à base dos Cárpatos, prados verdes cobrem as colinas. Esta é uma fértil região agrícola. A oriente de Bratislava, ao longo do Danúbio, fica a terra baixa mais seca e quente da Eslováquia. O rio mais longo do país nasce a norte, nas montanhas Tatra, e junta-se com o Danúbio. Este rio chama-se Vah.

Um pouco menos do que metade do país está coberto de árvores. A Eslováquia central é dominada pelo Vysoké Tatry, os altos Tatras. O pico mais alto tem 2.654metros e chama-se Gerlachovsky Stit. A cadeia montanhosa Tatra é uma das atracções mais visitadas. Os excursionistas podem captar magníficos panoramas. Ao caminhar pelos bosques e ao longo dos precipícios, muitas vezes se encontram lagos montanhosos de encantar. Estes tarns são os olhos do Tatras.

No sul da Eslováquia há montanhas de ardósia onde foram escavadas as grutas de Slovensky Raj. Este parque natural oferece aos visitantes a possibilidade de ver belíssima flora e fauna dentro e ao longo das ravinas, prados e rio Hornad. A zona varia em altura entre 500 e 1.700 metros. Ao atravessar fendas e mesetas, os excursionistas vão encontrar pequenas e grandes cascatas que caiem pelas escarpas.

A Eslováquia está rodeada por outros países, o que lhe causa o seu clima continental. Os invernos são frios e os verões quentes. No inverno as quedas de água ficam congeladas nas montanhas e a neve cobre os caminhos. Até bem avançada a primavera, as montanhas podem manter a sua cor branca. Julho e Agosto são os meses mais quentes. As temperaturas mais elevadas são atingidas nas terras baixas do Danúbio.

Trânsito e infra-estrutura

Na auto-estrada eslovaca a velocidade máxima é 130 km/h. Dentro das zonas urbanas os condutores devem abrandar até quarenta ou sessenta km/h. Fola destas áreas pode-se conduzir a 90 km/h. Para conduzir nas auto-estradas é obrigatório o uso de um emblema verde, à venda nas fronteiras, estações de serviço e nos "Satur". 

Entre Bratislava e Kosice a ocidente encontra-se a principal via férrea. De Bratislava saem vários combóios para muitas cidades europeias. Os combóios eslovacos são eficientes e os bilhetes não são caros.

Para viajar entre as diferentes cidades é mais conveniente o combóio do que o autocarro. Estes são lentos e menos confortáveis. Além de que os combóios são mais frequentes. Os autocarros locais e eléctricos operam geralmente entre as 3.45 h e as 23.30 h.

Existem vários voos diários de e para o Aeroporto de Praga. Como o Aeroporto de Viena fica a sessenta quilómetros de Bratislava, não saem muitos aviões do Aeroporto de Bratislava para outras cidade europeias. O aeroporto de Bratislava está a noventa quilómetros da capital. 

Comida e bebida

Os eslovacos jantam habitualmente entre as 18.00 e as 21.00h. Uma das especialidades do país é a sopa de alho (cesnaková pievka). Outro prato típico é o bryndzové halusky: massas recheadas fritas em queijo de cabra e bacon. O queijo eslovaco é também uma especialidade. Além disto, há o tradicional goulash e são servidas várias espécies de peixe como truta e carpa.

Existe algum cultivo de vinha no sul e na região de Modra, a norte de Bratislava. O vinho eslovaco é muito bom em general. Tal como na vizinha República Checa, os eslovacos sabem fazer boa cerveja, ou pivo. Todos aqueles que gostam de licores alcoólicos podem provar diversas variedades na Eslováquia. Todos aqueles que preferem licores de ervas devem provar demännovka ou horec. O tradicional brandy de ameixa slivovica é um produto que partilha o seu carácter frutal com o borovicka que é feito de zimbro.

Zona horária

A hora eslovaca é GMT/UTC+ 1. No final de Março, os eslovacos adiantam o relógio uma hora. É a "hora de verão". No final de Outubro, os relógios voltam à "hora de inverno".

Alojamento

Os hotéis na Eslováquia são categorizados segundo o sistemade estrelas. Este vai de uma a cinco estrelas. Em Bratislava  os hotéis sãomais caros do que no resto do país.

Os hotéis estão habitualmente abertos durante Julho e Agosto. Os albergues para turistas oferecem instalações muito modestas a quem necessita apenas de uma cama para dormir. São escolhidos muito frequentemente por excursionistas. Há informação disponível sobre estes albergues nos postos de turismo.

Os parques de campismo estão geralmente abertos de Maio a Setembro. Pequenas casas podem igualmente ser alugadas aí.

Para quem está interessado em alojamento na cidade ou no campo, deve procurar cartazes dizendo privát ou Zimmer frei. Os centros de turismo ou agências de viagens podem também fazer reservas. Fora da cidade,nas zonas turísticas, o serviço é muito mais amplo.

Fontes externas

Para mais informações sobre a Eslováquia, recomendamos Google e as seguintes fontes: