Ligue grátis:
882 880100
Autohuur Zweden Car rental Sweden Mietwagen Schweden Autohuur Zweden Biluthyrning Sverige Location de voitures Suède Alquiler de coches Suecia Autonoleggio Svezia Billeje Sverige Bilutleie Sverige Autovuokraamo Ruotsi Aluguer de carros Suécia Wypożyczalnia samochodów Szwecja Autovermietung Schweden Mietauto Schweden
Aluguer de Carros Suécia

Aluguer de Carros Suécia

Início

EasyTerra Aluguer de Carros Suécia é uma empresa independente. O nosso sistema compara as tarifas de empresas de aluguer de automóveis bem conhecidas em Suécia, assegurando assim que consegue reservar um automóvel de aluguer económico.

Onde deseja alugar automóvel?

Entrega noutro lugar?

Onde deseja entregar o seu carro alugado?

Data de recolha
às
Data de entrega
às
 
Pesquisar
Grandes Marcas. Enorme Escolha. Grande Poupança!

Informação de lugar para Suécia

Aluguer de automóveis Suécia
Aluguer de automóveis Suécia

Introdução

A Suécia é o maior país escandinavo. É conhecida pela sua beleza natural: vastas áreas de pinhais, inúmeros grandes lagos e extensos rios. O país tem bastantes cidades imponentes, como por exemplo a capital Estocolmo. A cidade foi nomeada Capital da Cultura da Europa em 1998. A Suécia oferece aos seus turistas espaço, tranquilidade e uma natureza maravilhosa. Os amantes do desporto podem desfrutar tours de ciclismo e excursionismo, canoagem ou até safaris na neve!

História

Há mais de dois mil anos, vários povos viveram no que é hoje a Suécia. Os godos viveram no sul do país. Os svaers viveram noutras zonas do país. No século VIII, o rei dos svaers dominou os godos que ficaram sob o seu poder. O país tornou-se então "sverige" e a população ficou conhecida como "svenskar".

Durante era viking (800-1050), houve muitas invasões. Os europeus receavam que os vikings se apoderassem das diferentes áreas da Europa. Neste período foram fundados na Suécia inúmeros postos comerciais, tais como Birka, Gotland e Sigtuna. Os suecos também entraram em contacto com o cristianismo.

O período seguinte de luta foi entre os países escandinavos Dinamarca, Suécia e Noruega. Em 1323, a Finlândia foi conquistada pela Suécia. A Finlândia fez parte da Suécia por quase cinco séculos.

Em 1397, a Suécia juntou-se à Dinamarca e Noruega na União Kalmar. Os países mantinham-se independentes mas estavam unidos sob uma monarquia liderada pela rainha da Dinamarca, Margarida I. O seu sucessor, Eric VII da Dinamarca (também seu primo) tornou-se rei dos três países.

A União não teve êxito por muito tempo e levou a muitos conflitos. A Suécia não concordava com a centralização do poder na Dinamarca. Os agricultores suecos sentiam-se injustamente tratados pelos nobres e proprietários dinamarqueses. O conflito entre a Dinamarca e a Suécia durou setenta anos. 

Em 1521, a Suécia revoltou-se novamente, desta vez liderada por Gustav Wase. Foi coroado rei e declarou a independência em 1523. Este foi o fim da União. A Noruega manteve-se parte da Dinamarca até 1814. O fim da União não significou o fim das guerras entre a Dinamarca e a Suécia. Esta conquistou várias áreas e o país tornou-se uma grande potência.

No século XVIII, a situação inverteu-se. A Suécia foi atacada por vários lados e teve de ceder uma grande parte dos territórios conquistados. A Finlândia ficou nas mãos do czar russo, Pedro o Grande. O rei sueco Gustav IV foi consequentemente deposto pelo Diet sueco (o parlamento).

No século XIX, as relações entre a Suécia e a Dinamarca melhoraram. Durante a Primeira Guerra Mundial, a Suécia manteve a neutralidade. Também durante a Segunda Guerra Mundial foi inicialmente neutral. Contudo, o país revoltou-se quando soldados alemães atravessaram a Suécia sem autorização para chegar à Noruega. A neutralidade da Suécia foi, por isso, questionada.

A Suécia sempre se manteve neutral em termos políticos. O país aderiu às NU e à Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA), mas não era membro da NATO e da CE. Em 1995, a Suécia aderiu à UE.

Sociedade e cultura

A Suécia tem mais de nove milhões de habitantes. É um país escassamente povoado e a população distribui-se pelo país de forma desigual. A maioria dos residentes (cerca de 85%) vive nas áreas urbanas de Estocolmo, Göteborg e Malmö. O norte do país é muitíssimo pouco povoado. Fala-se de uma densidade de 3 habitantes por km². Cerca de 90% dos residentes são suecos. Os restantes são noruegueses, lapões (da Lapónia) e finlandeses.

Cerca de 90% da população sueca é membro da igreja estatal evangélica luterana. Outros habitantes são católicos romanos, cristãos ortodoxos ou baptistas. Também vive ali uma pequena percentagem de muçulmanos, judeus e budistas. A maioria da população sueca só vai à igreja em ocasiões especiais (como casamento e baptizado).

Quase todos os habitantes falam sueco. Esta é uma língua germânica. No norte e ocidente do país existem algumas semelhanças com o norueguês; no sul, a influência é notoriamente dinamarquesa. As minorias ainda falam a sua própria língua (tal como o lapão). Os suecos em geral também falam alemão e inglês.

A cultura da Suécia é semelhante às culturas norueguesa e dinamarquesa. Os feriados mais típicos estão relacionados com a mudança das estações. Uma tradição sueca famosa é o solstício. É o dia mais longo do ano e celebra-se a chegada do verão. Em todo o país as pessoas decoram um mastro (um poste alto com um triângulo e duas argolas no topo). As pessoas cantam e dançam à volta do mastro. A 13 de Dezembro celebra-se a festa de Lucia. Escolhem uma menina para usar um vestido branco e uma coroa de velas na cabeça. A 30 de Abril celebra-se a chegada da primavera. Os habitantes acendem grandes fogueiras à volta das quais se cantam e escutam canções e contos suecos. Este festival chama-se Noite Walpurgist.

Em geral a população sueca gosta de desporto. Um evento famoso é o Rally Svenska onde carros velozes correm na neve. Esqui, patinagem, futebol, ciclismo e atletismo são também desportos populares na Suécia. Também aqui nasceram escritores bem conhecidos. Exemplos são Marianne Fredriksson e Astrid Lindgren. Esta tornou-se mundialmente famosa com a novela "Pippi Langkous". O famoso grupo pop ABBA também é originário da Suécia.

Situação política

A Suécia é uma monarquia constitucional e parlamentar. O rei tem apenas uma função representativa simbólica. O país é governado pelo gabinete e pelo parlamento (Riksdag) constituído por 349 membros que nomeiam o primeiro-ministro. Os membros do parlamento são eleitos democraticamente por um período de quatro anos. Todos os cidadãos suecos com mais de dezoito anos de idade têm direito de voto.

Carl Gustaf XVI é o rei da Suécia desde 1973. É ele que sempre concede o Prémio Nobel e, com isso, tornou-se internacionalmente conhecido. Frederik Reinfeld é o primeiro-ministro do país desde 2006. A política na Suécia é conhecida pelo seu carácter liberal. A população luta pela igualdade de cada indivíduo. O governo é constituído por quatro partidos de direita que, em conjunto, são conhecidos por "Aliança da Suécia". Os quatro partidos nesta aliança são o Partido Moderado, o Partido de Centro, o Partido do Povo Liberal e o Partido Democrata Cristão. O primeiro-ministro Reinfeldt pertence ao Partido Moderado.

Economia

No século XIX, a Suécia era principalmente um país agrícola. Em comparação com outros países europeus, era muito pobre. Actualmente a Suécia é um dos países mais prósperos onde os rendimentos são relativamente altos. O mundo dos negócios tem um papel importante na economia sueca. O país exerce uma economia de mercado livre e menos de 90% de todas as indústrias são detidas por entidades privadas.

Graças à vasta área florestal, o país é o maior produtor de madeira na Europa Ocidental. Esta produção é especialmente elevada no norte do país. No sul, fazem-se muitas culturas. Aqui encontram-se muitas fazendas de criação de gado bovino, ovelhas, porcos e aves de capoeira.

A indústria de manufactura é também muito importante para a economia sueca. Importantes sectores são a indústria metalúrgica e eléctrica, indústrias da madeira e papel. O comércio desempenha um papel de relevo na economia. Alguns dos principais produtos de exportação são equipamentos eléctricos, equipamentos de transporte, papel e madeira. Alimentos, petróleo, ferro e aço são importantes produtos de importação. Os países com que a Suécia faz mais intercâmbio comercial são: Alemanha, Grã Bretanha, Estados Unidos, Dinamarca, Finlândia e Noruega. Várias grandes cadeias retalhistas da Suécia tornaram-se internacionalmente conhecidas. Exemplos são Ikea e H&M.

A moeda do país é a coroa sueca (SEK). Uma coroa sueca equivale aproximadamente a onze centavos de euro.

Geografia e clima

A Suécia é o maior país escandinavo e está situada entre a Noruega e a Finlândia. A Suécia tem uma área total de cerca de 441.000 km². O país tem uma forma alongada. Várias grandes ilhas fazem parte da Suécia: Gotland, Öland, orust, Hisigen and Värmdön.

A Suécia está dividida em três partes: Norrland, Svealand e Götaland. Norrland é a parte mais setentrional do país. Esta zona é montanhosa e muito florestada. Algumas das cidades grandes nesta zona são Gävle, Sundsvall, Östersund, Umeå e Luleå. Svealand é a zona central da Suécia. A capital Estocolmo situa-se nesta área. As cidades  Karlstad e Uppsala também se encontram na Svealand. Götaland é a área mais meridional do país. Nesta zona montanhosa encontram-se as cidades de Jönköping, Norrköping, Linköping e Göteborg.

As paisagens suecas caracterizam-se pelos inúmeros pinhais. O país tem também o privilégio de possuir 96.000 lagos. O Vänern (5.655 km²) é o maior lago. É também o terceiro maior lago da Europa! O ponto mais alto da Suécia está situado a norte. É a Montanha Kebnekaise, com uma altura de 2.104 metros. Esta montanha pertence ao Maciço Escandinavo. Existem também muitos rios. O mais extenso é o Göta älv.

O extremo norte da Suécia tem um clima polar. Há muita neve e chuva. A temperatura aqui é muito baixa e no inverno o sol não nasce em algumas zonas. A parte central do país é caracterizada por clima continental. Este inclui verões quentes e secos e invernos frios. No sul prevalece um clima marítimo. Aqui há muita precipitação e a neve não dura muito tempo.

Específicos do clima sueco são o sol da meia-noite e as auroras boreais. No extremo norte, perto do Pólo Norte, o sol não se põe na noite de 21 para 22 de Junho. Este fenómeno natural também se observa no resto da Suécia. No inverno o sol não nasce aqui. As auroras boreais são brilhos coloridos e intensos, visíveis em noites frias. Aparecem lindos arcos e raios coloridos em movimento.

Trânsito e infra-estrutura

Existem várias formas de viajar para a Suécia. Entre a Dinamarca e a Suécia há uma ponte com 14 quilómetros de extensão sobre o estreito de Oresund. A ponte Oresund liga Copenhaga a Malmö. A ponte contém uma auto-estrada e uma linha férrea. Também pode optar por visitar a Suécia de ferry. Estes barcos navegam de e para a Alemanha, Dinamarca, Finlândia, Polónia e Islândia. Os principais portos situam-se em Göteborg, Hälsingborg, Malmö e Estocolmo.

Naturalmente que se pode também viajar de avião. Existem três aeroportos em Estocolmo: aeroporto de Arlanda , aeroporto de Skavsta e aeroporto de Bromma. Outros aeroportos importantes são o aeroporto de Malmö (aeroporto Sturup) e o aeroporto de Göteborg (aeroporto Landvetter). Várias companhias aéreas fazem voos domésticos. Exemplos são a Scandinavian Airlines System (SAS) e Skyways.

A rede ferroviária é ampla e os comboios confortáveis, propriedade de SJ (Statens Järnvägar). As zonas inacessíveis de comboio podem ser visitadas de autocarro. Há muitas ligações rodoviárias entre as grandes cidades da Suécia. Viajar de autocarro é relativamente barato. Exemplos de empresas rodoviárias que ligam grandes cidades são a Swebus, Svenska Buss e Säfflebussen.

A rede viária tem uma extensão aproximada de 210.760 km. A velocidade máxima nas estradas é frequentemente de 100 km/h. O limite de velocidade nas auto-estradas suecas é habitualmente de 70 ou 90 km/h. A rede viária está bem mantida e viajar de carro é também uma boa forma de ver o país. Tenha em consideração que algumas estradas requerem pneus de inverno para o caso em que uma camada de neve solta se encontra por debaixo do gelo. Na Suécia as pessoas conduzem frequentemente com pneus de inverno de Outubro a Abril.

Zona horária

A Suécia está na zona horária GMT +1, Tempo da Europa Central (CET). O verão vai de Abril a Outubro. Os relógios são adiantados.

Comida e bebida

A Suécia tem várias especialidades nacionais. Um exemplo é o prato sueco köttbullar, pequenas e picantes almôndegas comidas com puré de batatas e uma porção de compota. Em feriados especiais os suecos cozinham em grandes quantidades. Durante o festival do Solstício é comum comer-se batatas com arenque e natas. Durante o Festival da Lagosta, comem-se lagostins cozidos. Outra especialidade sueca é a Ärtsoppa med Pannkakor, ou sopa de ervilhas com panquecas. Estas são barradas com compota. O smörgåsbord é também uma refeição famosa, constituída por pratos quentes e frios. O peixe é um ingrediente popular: vários tipos de arenque, salmão, sardinhas, camarão, caranguejo, etc. Também se comem muito tartes, pão e batatas. O smörgåsbord assemelha-se a um buffet onde todos os acepipes são dispostos numa mesa e todos se podem servir à vontade.

Na Suécia as bebidas alcoólicas são caras. Se a bebida contém mais de 3,5% de álcool, é vendida apenas em lojas estatais. As cervejas leves estão disponíveis em supermercados ou estações de serviço. Aquavit é uma popular bebida sueca. É uma espécie de gin muitas vezes bebido durante as refeições.

Alojamento

Nas cidades mais importantes existem muitos hotéis. Nas localidades mais pequenas também se encontram muitos hotéis mas com opções mais limitadas. Também é possível alugar uma casa de férias. Estas são alugadas tanto por organizações como por particulares. Nas zonas de desportos de inverno pode alugar acolhedores chalés. Uma forma barata de  alojamento é um albergue de juventude (vandrarhem). STF (Svenska Turistförenningen) e SVIF Sveriges Vandrarhrm i Förening) são os dois principais albergues de juventude suecos. No verão muitos turistas optam por acampar. Sveriges Camping & Stugföretagares Riksorganisation (SCR) é a associação dos parques de campismo. Esta organização dirige cerca de 600 dos 750 parques de campismo na Suécia. Vai precisar de um passe especial para ficar num destes sítios, o chamado "Cartão de campismo Scandinavia". Os turistas que desejam alojar-se de forma única podem optar por um hotel de gelo. Dorme-se num cama feita de neve e gelo. Esta forma é uma das formas de alojamento possíveis na Lapónia sueca.

Fontes externas

Para mais informações sobre a Suécia, recomendamos Google e as seguintes fontes: